01.06.2020 | 18h10


POLÍCIA / À LUZ DO DIA

Bandidos invadem casa na Capital e executam homem com tiro na cabeça

A vítima é um ex-presidiário que estava em liberdade condicional há 17 dias, no entanto, teca a casa invadida na tarde desta segunda-feira (1º) no bairro Jardim Vitória, em Cuiabá.


DA REDAÇÃO

O ex-presidiário Antônio Carlos Silva Lima, 44 anos, foi executado com um tiro na cabeça, durante a tarde desta segunda-feira (1º), nos fundos da casa onde mora no bairro Jardim Vitória, em Cuiabá.

Antônio estava em liberdade condicional com medidas cautelares, como o uso de tornozeleira eletrônica, há 17 dias, quando deixou a cadeia na Capital. Ele foi preso no ano de 2019 acusado de cometer um homicídio no bairro onde morava, quando fugiu, mas foi capturado no município de Nossa Senhora do Livramento (42 km da Capital).

De acordo com a ocorrência, dois homens armados, ainda não identificados, invadiram a casa de Antônio, renderam a vítima e o levaram para o interior da residência, onde foi morto com um tiro na cabeça.

A Polícia Militar (PM) isolou o local e comunicou o fato à Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) e à Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), responsáveis pelos procedimentos no andamento da ocorrência.

Em seguida, os militares saíram em rondas pela região tentando encontrar os acusados ou de informações que ajudem a identificar os acusados.

Ainda não há informações sobre a motivação do crime.

Os peritos analisaram as condições em que o corpo foi encontrado e ainda periciaram a residência para colher evidências que apontem as circunstâncias do caso e os autores.

Em seguida, o cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde passou por exame de necropsia que vai determinar a causa clínica da morte.

A DHPP acompanhou os trabalhos da perícia, conversou com familiares, vizinhos e deu início às investigações.

A Politec irá emitir um laudo nos próximos dias com informações que darão base à apuração dos fatos.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO