04.07.2020 | 09h53


POLÍCIA / ATÉ COM CRACHÁ

Bandidos fingem ser funcionários da Caixa para roubar dados de clientes

Os acusados ligavam para vítimas dizendo que o cartão delas havia sido clonado e que precisavam da senha para fazer mapeamento


DA REDAÇÃO

Três homens foram presos na sexta-feira (03) acusados de aplicar golpes em moradores da região do CPA, em Cuiabá. Segundo a Polícia Militar, o grupo ligava para as vítimas, se identificando como funcionários de um banco, dizendo que o cartão havia sido clonado e que um funcionário iria até a casa para pegar uma carta, escrita a punho, com dados pessoais e senha do cartão para poder fazer o mapeamento do que foi sacado e o gasto. 

Os policiais conseguiram prender o trio após denúncia de que um homem se identificando como funcionário da Caixa Econômica estava pedindo os dados pessoais dos moradores. Ao chegarem ao local, os policiais abordaram o acusado que negou ser bancário e que estava esperando Uber.

No entanto, os militares desconfiaram da atitude dele, pois estava tampando algo no pescoço. Ao ser questionado sobre o que estava escondendo, o homem tirou a mão e os policiais viram o crachá da CEF.

Ao desembarcar da viatura, o acusado conseguiu fugir a pé e entrar em um HB20, onde estava outros dois homens. De acordo com a polícia, durante a fuga, os suspeitos jogaram o veículo em direção a um policial. 

A Polícia conseguiu prender o trio na região durante perseguição. Eles foram encaminhados para a Central de Flagrantes para as providências cabíveis.

Os bancos sempre alertam que não fazem ligações pedindo dados, mesmo durante a pandemia. E também não envia e-mails. Todo cuidado é pouco.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO