22.07.2019 | 16h00


APÓS BOMBAS DE GÁS

Bandidos atacam base da PM e policial é salvo por colete a prova de tiros

Dois bandidos foram presos pelo atentado e outros seis por serem flagrados traficando drogas.


DA REDAÇÃO

Uma Base da Polícia Militar em Vila Bela da Santíssima Trindade (a 521 km de Cuiabá), foi alvo de tiros, após policiais encerrarem uma ‘festa’ com som alto em uma distribuidora de bebidas da cidade, na madrugada de domingo (21).

Pelo menos seis tiros foram disparados contra a base e um dos disparos atingiu as costas de um tenente. O projétil ficou preso no colete do militar.

De acordo com o boletim de ocorrência, a situação começou após os policiais serem acionados para conter uma denúncia de som alto, em uma distribuidora, por volta de 4h30. O dono do local desligou o som, o que gerou revolta entre os frequentadores.

Os policiais permaneceram no local da denúncia e, em determinado momento, um homem jogou uma garrafa de vidro que atingiu os militares. A PM respondeu com bombas de efeito moral e gás lacrimogênio para dispersar as pessoas do local.

Após a situação, os policiais retornaram para a base, onde o ataque aconteceu, por volta de 5h25. A PM também atirou contra a dupla que passou pelo local em uma Honda Biz atirando, mas nenhum dos bandidos foi atingido.

Após várias buscas pela cidade, a PM descobriu que os autores dos tiros estavam escondidos em uma casa. Os dois envolvidos nos disparos foram detidos.

Na casa em que eles estavam, outros seis bandidos foram presos por associação criminosa e tráfico de drogas.

Uma toca ninja, cinco munições calibre 38 deflagradas e uma intacta foram apreendidas. Também foram apreendidos porções de drogas, R$ 120,00 em notas pequenas e outros materiais relacionados ao tráfico de drogas.

Todos foram presos e encaminhados para a delegacia da cidade.

Galeria de Fotos:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO