11.07.2019 | 16h10


RAÇA INFAME

Bandidos assaltam casa de advogado e tentam levar criança em Pálio roubado

Após invadirem a casa do advogado e fazerem uma mulher com filho refém, os bandidos roubaram um carro que estava com uma criança dentro.


DA REDAÇÃO

Bandidos armados invadiram a casa de um advogado em Sorriso (a 420 km de Cuiabá), na manhã desta quinta-feira (11) e fizeram uma mulher e uma criança de reféns. Na fuga, os bandidos roubaram um Fiat Pálio, nas proximidades de uma creche e quase levaram uma criança junto.

O crime aconteceu por volta de 6h da manhã. A moradora, mulher do advogado, foi rendida no momento em que recolhia roupas do varal. Ela foi amarrada com as roupas e agredida por três bandidos que entraram no local.

Na casa, além dela, estava apenas o filho. Os bandidos roubaram objetos de valor e fugiram da casa do advogado, porém, conforme a Polícia Militar, havia muitas pessoas na vizinhança que presenciaram o crime e acionaram a polícia.

Ao correr da casa que invadiram, dois dos assaltantes roubaram um Fiat Pálio, em que estava uma criança que quase foi levada junto pelos bandidos.

Portal Sorriso

302251562861256.jpg

Um bandido foi preso e o Pálio recuperado pela Polícia Militar.

O motorista do Pálio disse à imprensa local que implorou para os assaltantes deixarem ele apenas tirar o filho do carro.

Na fuga, um dos bandidos foi deixado para trás. Ele foi seguido por moradores e preso pela PM. O bandido não teve o nome divulgado, mas conforme a polícia, ele é morador de Várzea Grande e estava em Sorriso para cometer assaltos.

Segundo o comandante do 12° Batalhão da PM-MT, o tenente-coronel Jorge Almeida, buscas continuam atrás dos outros bandidos.

“Eles foram nessa casa porque  sabiam que tinha algo de valor nesse local. Eles recebem informações que têm valores e atacam a casa. Amarraram a vítima, agrediram ela. Esses fatos agressivos deve aumentar a pena deles”, disse o tenente-coronel.

Uma mulher que era o ‘apoio’ do grupo criminoso também foi presa em Sorriso e encaminhada para a delegacia, onde o caso foi registrado.

O crime é investigado pela Polícia Civil.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER