26.03.2020 | 07h43


POLÍCIA / CPF CANCELADO

Bandido usa comerciante como escudo humano, é baleado durante fuga e morre

Três criminosos invadiram uma casa na noite de quarta-feira, em Rondonópolis, fizeram a família refém e exigiam dinheiro


DA REDAÇÃO

Um bandido foi morto ao entrar em confronto com a Polícia Militar durante assalto no bairro José Sobrinho, em Rondonópolis (212 km de Cuiabá). Ele usou uma comerciante como escudo humano durante o crime, na noite de quarta-feira (26).

De acordo com o boletim de ocorrência, o crime aconteceu por volta das 19h. Vizinhos perceberam a movimentação estranha na casa da vítima e chamaram a polícia. A casa onde o assalto estava acontecendo foi cercada por policiais.

Durante as negociações, um dos criminosos saiu usando a comerciante como escudo humano, apontando uma arma contra a cabeça dela.

De repente, ele largou a refém e correu para os fundos da casa. A mulher saiu em segurança e disse que dentro da casa havia mais bandidos.

Os bandidos se negaram a sair da casa se os militares entraram. No corredor externo do imóvel, um ladrão atirou contra os policiais e foi baleado. Nenhum militar se feriu. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e encaminhou o ladrão ao Hospital Regional, mas ele não resistiu aos ferimentos.

Outro bandido que pulou o muro da casa para fugir foi localizado. Ele tentou sacar uma arma e os policiais atiraram. Ele não foi atingido, mas acabou se entregando. Um terceiro criminoso teve escoriações na perna, causadas durante da fuga, e também foi preso.

Segundo as vítimas, os bandidos afirmaram que elas tinham dinheiro devido ao comércio que a mulher é proprietária na cidade.

Dois revólveres e cerca dde R$ 1.400,00 foram recuperados pela PM.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO