14.03.2020 | 12h20


POLÍCIA / EM COMA

Bandido é baleado na cabeça após roubar loja e atirar contra policiais

O assaltante de 19 anos e mais dois, são acusados de terem furtado celulares na Loja Americanas, no Bairro CPA 1.


DA REDAÇÃO

Um assaltante de 19 anos foi baleado na cabeça durante confronto com a Polícia Militar, no bairro Jardim Vitória, em Cuiabá. Ele e mais um bandido, que conseguiu fugir, são acusados de terem assaltado a Loja Americanas do CPA 1.

Segundo a Polícia Militar, uma equipe foi acionada para atender uma ocorrência de roubo, na manhã de sexta-feira (13), onde dois homens haviam invadido o estabelecimento e roubado vários aparelhos celulares.

Eles fugiram do local em uma moto Honda Biz, sentido ao bairro Jardim Vitória. Em rodas pela região, os policiais encontraram a dupla, sendo dada voz de parada. O motorista parou a motocicleta e a dupla desceu. Mas o que estava na garupa sacou uma arma e disparou contra os policiais.

Os policiais revidaram e balearam o acusado na cabeça. O outro conseguiu fugir deixando cair no chão um aparelho celular que havia sido roubado.

O assaltante baleado foi encaminhado para o Pronto Socorro de Cuiabá. Segundo a Polícia Militar, ele está em coma e não está respondendo aos estímulos.

Trotes

Cerca de 30 minutos antes do assalto a PM foi acionada via Ciosp para atender duas ocorrências de acidentes de trânsito que depois foram confirmadas como trotes, supostamente feitos com o intuito de afastar as viaturas policiais da área próxima à loja assaltada. O primeiro trote era sobre um acidente no final da avenida Pernambuco. Já o segundo informava um atropelamento em frente ao Sesi Papa. A PM foi em ambos os locais e não havia acidentes.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

REMÉDIO POLÊMICO

Você tomaria hidroxicloroquina caso contraísse Covid-19?

Sim. O remédio está no mercado há 70 anos

Não. O remédio não tem comprovação de pesquisa para Covid

Não. Cloroquina é o remédio do Bolsonaro

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO