13.08.2010 | 14h53


Balada termina com 20 tiros, garrafadas e feridos

MAYARA MICHELS
DA REDAÇÃO

Socos, garrafadas, 20 tiros disparados e um rapaz internado em estado grave. Este é o saldo trágico da balada que começou na quinta-feira (12) e terminou na madrugada desta sexta-feira (13), na Boate Capitólio Café Bar (antiga Boate Z-100), localizada no bairro Pico do Amor, em Cuiabá.

De acordo Boletim de Ocorrência registrado na Polícia Civil, com base em informações de pessoas que estavam no local, a briga começou por volta das 4h30 da manhã, dentro da boate, com socos e garrafadas.

Um homem sacou um revólver e deu vários disparos para cima, e em seguida, saiu do local, atirando para todos os lados. Ele foi identificado pela Policia, depois, como sendo Wellignton da Costa, 24. A Polícia Militar e o Samu foram acionados.

De acordo com a Polícia Civil, Willian Taques de Castro, 28, morador do bairro Jardim Leblon, levou vários golpes de garrafa na cabeça. Ele foi atendido pelo Samu, porém teria se recusado a ser encaminhado para o Pronto-Socorro de Cuiabá. Os médicos teriam insistido, mas William disse que estava de carro e que iria sozinho.

Conforme as informações, o rapaz foi até a Rua Euricles Mota, paralela à boate, para pegar o seu carro, um Pálio branco, que estava estacionado, quando foi recebido a tiros por Wellington da Costa.

Wellington estava em um Celta, com mais três pessoas, identificadas como Rafael Magalhães Couto, 20, Sindylan Barbosa da Cruz, 21, e o seu irmão Weverton da Costa Souza, 17. Wellington deu vários disparos no carro da vítima, sendo que dois acertaram Willian.

A equipe do Samu, que ainda estava no local, atendendo outras pessoas que ficaram feridas, atendeu a Willian e o encaminhou ao Pronto-Socorro, em estado grave. Segundo informações, ele foi baleado na cabeça e na barriga - seu estado de saúde é grave.

Ainda segundo a Polícia Civil, dos quatro suspeitos, três foram presos. Com base no cadastro obrigatório para ter acesso à boate, os policiais chegaram até os agressores e os prenderam.

Também foi apreendidas a arma utilizada no crime, um revólver calibre 38, e várias bolsas de mulheres com documentos. Porém o suspeito de ter atirado contra Willian não estava no local. Ele está foragido.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO