09.12.2019 | 18h55


POLÍCIA / VEJA VÍDEOS

Baile funk em Várzea Grande termina em 'pancadaria' entre PMs e frequentadores

Mulher leva tapa no rosto e homem leva chute da Polícia Militar. Confusão aconteceu na madrugada desse domingo (08), no bairro Vila Pirineu, em Várzea Grande.


DA REDAÇÃO

Uma festa funk terminou em pancadaria na madrugada desse domingo (08), no bairro Vila Pirineu, em Várzea Grande. Vídeos publicados nas redes sociais mostram o momento que a guarnição da Polícia Militar (PM) e frenquentadores trocam agressões fisícas durante atendimento da ocorrência na casa de eventos.

Nas imagens do primeiro vídeo é possível acompanhar os policiais militares no meio de uma confusão generalizada, jogando spray de pimenta em várias pessoas. Em seguida, os militares derrubam e chutam um homem de camisa branca no chão, onde do lado já aparece um terceiro grupo de pessoas socorrendo uma mulher que está passando mal.

No segundo vídeo, um policial militar, no meio do grupo que está socorrendo a mulher que passa mal, agride as pessoas em volta com empurrões e tapas. Nesse momento, as pessoas xingam o militar e dizem: “é abuso de autoridade. Olha o que eles fazem com o povo, querem oprimir e humilhar”. Outra mulher passa afirma: “tem que ajudar ela”, na sequência o vídeo termina.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, a guarnição em rondas pelo bairro por volta das 04h30, visualizou uma confusão com várias pessoas envolvidas.

Ao parar para intervir e controlar o tumulto, um homem de 36 anos, identificado como C.C.O., teria desacatado os militares com xingamentos. O acusado teria se identificado como funcionário público da Secretaria de Fazenda e dito “sou eu quem pagava o salário da polícia".

Os militares deram voz de prisão ao “servidor” e nesse momento a esposa e filha do acusado teriam partido para cima dos policiais e ainda arremessado uma garrafa de uísque que atingiu o peito de um sargento.

Devido à quantidade de pessoas que teriam tentado impedir a prisão do acusado e partido para cima da PM, a guarnição pediu reforço e só após a chegada de uma nova equipe conseguiram deter C.C.O. Esse momento, segundo a PM, foi quando militares usaram  spray de pimenta para afastar os populares e controlar a situação.

Após ser atingida pelo spray, a filha de C.C.O., de 18 anos, começou a passar mal. Dois indivíduos tentaram impedir que os militares socorressem a jovem, empurrando os policiais e incitando que outros populares começassem novo tumulto. 

Os dois homens receberam voz de prisão, mas enquanto um era imobilizado e algemado o outro fugiu.

No fim da ocorrência, quando os acusados estavam sendo colocados na viatura, duas mulheres começaram a jogar copos de cerveja em um soldado.

As duas receberam voz de prisão, foram colocadas na viatura e encaminhadas à Central de Flagrantes junto com os outros detidos.

O homem que foragiu da ocorrência quando o ‘amigo’ estava sendo preso, compareceu na unidade policial no momento do registro da ocorrência e foi colocado junto aos outros acusados.

A ação policial terminou com a prisão de sete pessoas, quatro mulheres e três homens, quando dois dos envolvidos foram entregues à unidade policial com escoriações leves pelo corpo.

O caso foi registrado na Central de Flagrantes, onde todos os envolvidos foram autuados por desacato, desobediência e resistência. 

A Polícia Militar comunica que “por meio do 4º Batalhão de Várzea Grande, sob acompanhamento da Corregedoria, já está instaurando sindicância para apurar a conduta dos policiais militares no ocorrido”.

Veja os vídeos

 

 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

alberto  10.12.19 19h22
Nessa ditadura bolsonariana que estamos vivendo, pobre não vai mais poder se divertir. Funk tá proibido em todo o país. Imagina se aprovam a excludente de ilicitude, a polícia vai entrar atirando.

Responder

0
0
Leandro henrique de Oliveira   30.01.20 13h52
Tem que ser assim mesmo essa tal baile funk é só pra vagabundo porque pessoa de bem jamais vai em baile funk parabéns a polícia militar do Estado de Mato Grosso mete o pau mesmo ......

Responder

0
0

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO