28.12.2010 | 13h09


POLÍCIA

Bactéria misteriosa mata cinco bebês no Pronto Socorro de Cuiabá

ANDRÉ MICHELLS
DA REDAÇÃO

Cinco bebês morreram depois de passar pela UTI neonatal do Pronto-Socorro de Cuiabá (MT), de acordo com informações do Conselho Regional de Medicina. O motivo das mortes seria uma bactéria muito resistente ainda não identificada. As crianças morreram por choque séptico e insuficiência respiratória e hepática. A UTI está fechada desde segunda-feira (27).

Em entrevista coletiva nesta terça-feira (28), o infectologista e coordenador da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do Pronto-Socorro Luciano Ribeiro, disse que até o momento, em três casos há confirmação da presença da bactéria staphylococcus epidermidis, sendo uma morte confirmada por infecção com a bactéria na corrente sanguínea.

Em outros dois casos a bactéria foi encontrada na pele. Outros casos estão sob investigação da Secretaria Municipal de Saúde. Todos os pacientes vieram do interior do Estado.

O secretário de Saúde  de Cuiabá, Maurélio Ribeiro, informou que a Secretaria está tomando as providências para  identificar e evitar que novos casos ocorram.

A UTI do PS foi fechada para trabalho de desinfecção. "Isso é feito de rotina no Centro Cirúrgico e em unidades fechadas", disse. Os paciente que chegarem neste período serão encaminhados para outros hospitais conveniados com o SUS.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO