27.02.2020 | 13h05


POLÍCIA / CASO ABSURDO

Armado com faca, tio rende e estupra sobrinho de 15 anos dentro de casa em MT

Caso foi registrado no bairro Jardim São Paulo, em Mirassol D’Oeste. Acusado está foragido


DA REDAÇÃO

Um garoto de 15 anos foi ameaçado de morte e estuprado pelo próprio tio, nome não revelado, dentro de casa durante a noite dessa quarta-feira (26) no bairro Jardim São Paulo, em Mirassol D’Oeste (300 km da Capital).

De acordo com a ocorrência, o acusado rendeu o sobrinho com uma faca por volta das 21h, mandou que ele deitasse de bruços e tirasse a parte de baixo das roupas. Em seguida o estuprador deitou sobre o menino, consumou a violência sexual e fugiu.

A Polícia Militar (PM) foi acionada, fez buscas pelo pedófilo, mas ele não foi encontrado.

A ocorrência foi registrada por crime de estupro de vulnerável e encaminhada à Delegacia de Polícia Civil, que investiga o caso e busca pelo estuprador.

O Conselho Tutelar foi acionado e uma assistente social acompanhou o adolescente e os familiares durante todo o procedimento na delegacia.

Outro caso 

Uma menina de 7 anos revelou ao pai, com detalhes, que foi estuprada pelo ‘avô’, 63 anos, dentro da própria casa na manhã da última segunda-feira (24) no bairro Jardim Industriário, em Cuiabá.

Segundo o B.O., o pai já havia desconfiado do acusado e chamou a filha para conversar após chegar em casa e flagrar o acusado trancado com a menina, quando o idoso deveria ter levado a menor para ficar sob os cuidados da avó.

A testemunha acionou a Polícia Militar (PM) e segurou o pedófilo até a chegada dos policiais, que rapidamente colocaram o acusado na viatura e o levaram para a delegacia, pois, populares da região queriam linchar. Veja reportagem completa.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO