14.06.2016 | 10h20


INIMIGO ÍNTIMO

Após 12 dias de prisão, empresário que espancou médica é solto

Marcos ficou foragido por cerca de um mês. Quando se entregou, no dia 1 de junho, ele foi encaminhado ao Centro de Ressocialização de Cuiabá, antigo Carumbé. Nesta segunda, ele teve a prisão revogada.


DA REDAÇÃO

O empresário Marcos César Martins Campos teve a liberdade concedida pelo juiz Jamilson Haddad Campos, da 1ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher. Ele estava preso preventivamente desde 1 de junho por espancar a médica Camila Campagnolli Tagliani Campos.

Na semana passada o mesmo magistrado concedeu à médica o pedido de divórcio. A vítima pediu a separação um dia após a agressão em 27 de março.

No dia da agressão, Marcos foi preso em flagrante. Submetido à audiência de custódia, o juiz determinou que ele fosse monitorado por tornozeleira eletrônica e proibido de se aproximar de Camila.
Em abril, a médica acionou o “botão do pânico”, informando que o ex-marido se aproximou, descumprindo a determinação de manter a distância de mil metros. A Justiça então decretou a prisão preventiva dele.
Marcos ficou foragido por cerca de um mês. Quando se entregou, no dia 1 de junho, ele foi encaminhado ao Centro de Ressocialização de Cuiabá, antigo Carumbé. Nesta segunda, ele teve a prisão revogada.

O CASO

Camila e Marcos retornavam de uma festa de confraternização junto quando ao chegar no estacionamento do prédio em que moravam o casal teve um desentendimento onde a médica foi agredida com chutes, puxões de cabelo, até ficar desacordada.

A filha dela, uma adolescente de 11 anos, presenciou toda a agressão. Depois de recuperar os sentidos, a vítima foi à guarita e pediu ajuda. Uma vizinha socorreu a médica e a polícia foi chamada ao local.

A médica e a filha passam por tratamento psicológico diante do trauma. Camila que é médica dermatologista chegou a se afastar das atividades profissionais por 30 dias devido aos ferimentos. 

camila-3.jpg

Juiz concedeu divórcio do casal na semana passada. 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER