05.03.2011 | 14h40


Ameaçado, Madureira dispara: "ando armado e do jeito que vier volta"

MAYARA MICHELS 10h07
DA REDAÇÃO

O novo prefeito de Várzea Grande João Madureira (PSC), afirmou em entrevista a Rádio Cidade FM que está preparado para trabalhar pelo povo e que não tem medo de ameaças. "O Murilo Domingos é um ótimo empresário, mas como prefeito deixou a desejar, em mais de quatro anos não fez nada. A prefeitura está cheia de dividas e a cidade um caos. E eu não tenho medo das ameaças dele, pois não estou mentindo em dizer que a cidade está um caos", garantiu João Madureira. Madureira disse que anda armado e, do jeito que vier volta, numa clara demonstração do clima de cangaço que vive o meio político de VG.

Ele pretende deixar um marco para a população no seu primeiro dia de mandato. A primeira coisa que pretende fazer é acabar com a greve dos médicos. "A saúde está em crise. Com isso ainda na manhã de hoje, vou sentar com os médicos, conversar com eles, explicar a necessidade deles voltarem a trabalhar e ainda, vou fazer um acordo com eles, pretendo pagar pelo um menos para eles hoje", afirmou o prefeito.

Murilo se mostrou indignado ao encontrar as contas da prefeitura, e caos na saúde, segurança e asfalto, que foi deixada pelos dois prefeitos anteriores. "Tanto o Murilo quanto o Tião da Zaeli são ótimos empresários. Mas para administrar a prefeitura, deixaram a desejar.

"Eu não sei quanto tempo vou ser prefeito, podem me tirar daqui uma hora. Mas se existe um legislativo é para fiscalizar se estão roubando dinheiro da saúde, dos idosos, dos estudantes, tem que ir para Cadeia", afirmou.

Ameaças

Em participação ao programa, a jornalista Edna Araujo, disse ter falado na manhã de hoje com o ex-prefeito Murilo Domingues e ele afirmou em tom de ameaça que, "Os vereadores estão querendo morrer abraçados comigo". Logo depois, o irmão dele disparou, "Tenho uma lista de vereadores que emprestam dinheiro comigo, eles que me aguardem", disse Toninho Domingos.

João Madureira sentiu como tom de ameaças as indiretas dos irmãos. Porém diz não se intimidar com o que eles dizem. "Eu tenho 35 anos de polícia, do jeito que vier, volta. Ando sem colete, mas ando sempre armado. Estou falando da administração. Mas eu falo sim, que enquanto a saúde e a segurança estão em crise, o Murilo está lá tomando cerveja, jogando baralho e com o seu Viagra, mas com a idade que ele tem, ele não esta aguentando mais, cheio de problema de saúde. Porque não vai cuida da saúde e deixar agente trabalhar", finalizou Madureira.

Nova administração

A Câmara de Várzea Grande aprovou, na quarta-feira (02), por unanimidade, o requerimento que afasta o prefeito Murilo Domingos (PR) e seu vice, Tião da Zaeli (PR), da prefeitura do município. Os dois foram afastados por improbidade.

O vereador João Madureira (PSC) assumiu na noite de ontem (3) o comando do município por um período de até 180 dias, ou até quando durar os trabalhos da Comissão Processante instalada para investigar as contas da prefeitura, referentes a gestão de 2009. Essas reprovadas pela Câmara.

O vereador Maninho de Barros (DEM) vai comandar o Legislativo Municipal, com a ida de Madureira para o comando da Prefeitura.

Histórico ruim: Segundo matéria veiculada pelo site RDnews, Madureira também não tem um histórico dos melhores na política de VG. Ele já quase perdeu a vaga na Câmara após ser condenado por manter no gabinete o servidor Írio Márcio, que cumpria pena por latrocínio (roubo seguido de morte). Na decisão, o juiz José Luiz Leite Lindote, da 1ª Vara Especializada da Fazenda Pública, determinou a perda dos direitos políticos de Madureira por três anos. O fato ocorreu entre 1999 e 2001. O salário do assessor era de R$ 4,8 mil. A sentença também obrigou Madureira a devolver R$ 480 mil.  O vereador recorreu ao STJ. No julgamento do mérito, os ministros acompanharam o voto do relator, Luiz Fux, e negaram o recurso. Porém, Madureira garante que está apto a exercer o mandato de prefeito.

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO