04.12.2019 | 19h00


NÃO ACEITOU TÉRMINO

Advogado manda assaltar ex e filha de 13 anos para tentar reconciliação

E.C.A.planejou o assalto visando o prejuízo patrimonial e psicológico para fragilizar e convencer a vítima a reatar o casamento.



Um advogado, apontado como mandante de um roubo ocorrido em Nova Bandeirantes (1.026 km de Cuiabá), foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta quarta-feira (04), na última fase da Operação “Prudentia”, deflagrada para cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar.

E.C.A. é acusado de planejar o roubo com restrição de liberdade, praticado contra sua ex-esposa e filha de 13 anos.

Segundo as investigações, o crime foi motivado após a separação do casal, quando a vítima não aceitou reatar o relacionamento. Por não aceitar o término, o advogado arquitetou o assalto visando o prejuízo patrimonial e psicológico, para fragilizar e convencer a vítima a voltar para o casamento.

O crime aconteceu na madrugada do dia 07 de agosto, quando os dois criminosos (pai e filho) contratados pelo advogado entraram na casa das vítimas (ex-mulher e filha) foram rendidas e trancadas no banheiro. Na ação criminosa, os bandidos subtraíram joias, aparelhos celulares, notebook e um carro HB20 que foi presente dado pelo ex-marido.

Durante a fuga, o criminoso que conduzia o veículo roubado capotou o automóvel na Rodovia MT 208. Ambos executores do roubo foram presos e, em interrogatório, apontaram E.C.A. como o mandante do crime mediante promessa de recompensa. O advogado auxiliou materialmente os contratados tanto antes quanto após o crime.

Diante dos indícios, a Polícia Civil representou pelo pedido de prisão contra o advogado e de busca e apreensão na casa e no escritório do investigado, decretados pela justiça.

De posse das ordens judiciais, os policiais civis de Nova Bandeirantes e de Nova Monte Verde efetuaram a prisão de E.C.A., que depois de preso foi ouvido e posteriormente recolhido ficando à disposição do Poder Judiciário.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO