31.03.2020 | 10h53


POLÍCIA / VIOLÊNCIA SEXUAL

Adolescente é estuprada duas vezes por vizinho durante festa em Cuiabá

Esposa do estuprador flagrou o crime e foi com a vítima até a Polícia para fazer a denúncia


DA REDAÇÃO

Uma jovem de 15 anos foi estuprada duas vezes por um vizinho de 25 anos, nome não revelado, dentro da casa dele. A violência sexual foi flagrada pela esposa do acusado durante a noite do último domingo (29), no bairro Três Poderes, em Cuiabá. Testemunha e vítima foram à polícia denunciar o estuprador.

De acordo com a ocorrência, o primeiro estupro aconteceu no início da tarde durante um almoço de confraternização, entre familiares e amigos, quando a adolescente estava na cozinha da casa do acusado, confeitando um bolo para a filha dele que teria uma festa de aniversário à noite. Momento em que o homem se aproximou e passou a mão nas partes íntimas da jovem.

A garota não contou nada para ninguém, mas foi embora da residência imediatamente.

A segunda violência sexual foi durante a festa, quando o agressor novamente passou a mão na vagina da adolescente e foi imprensando-a contra a parede, momento que a esposa flagrou o abuso e salvou a menor.

Na manhã dessa segunda-feira (30), a irmã da adolescente percebeu que ela estava diferente, muito nervosa e então questionou o motivo, quando a jovem contou tudo o que tinha acontecido no dia anterior.

Momentos depois a esposa do acusado foi à casa da garota conversar com ela e dar apoio para que o marido fosse denunciado à polícia.

A testemunha e a vítima ligaram para o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) e denunciaram o estuprador. Uma equipe da Polícia Militar (PM) compareceu ao endereço, confirmou o relato dos fatos com as mulheres e prendeu o acusado, ainda dentro do período de flagrante.

O homem foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, onde foi ouvido pelo delegado e mantido preso à disposição da Justiça, até passar por audiência de custódia e um juiz decidir se o mantém preso ou não.

A ocorrência foi registrada por crime de estupro e encaminhada à Delegacia Especializada na Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), responsável por investigar o crime.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Marcinho  31.03.20 12h01
Resumindo,o cara tava acostumado a fazer isso,ea jovem deveria ter denunciado esse tarado...sei não hein

Responder

9
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO