12.11.2019 | 12h52


OPERAÇÃO HYDRUS

Ação da Polícia Civil contra traficantes termina com 22 presos em MT

Os investigadores apreenderam ainda pistolas, carabina, revólver, entorpecentes, além de R$ 40 mil.



A Polícia Judiciária Civil de Guarantã do Norte (710 km de Cuiabá) deflagrou, na manhã desta terça-feira (12), a Operação Hydrus para cumprimento de 22 mandados de prisões temporárias contra acusados de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

As investigações que deram origem à operação se basearam em informações obtidas a partir de outra operação, a 'Mercúrio' deflagrada no início deste ano também em Guarantã do Norte. Ambas investigam organização criminosa que tentava se instalar no município.

Foram oito meses de apurações dos crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico, lavagem de dinheiro e organização criminosa conduzidas pela Delegacia do município, com apoio do Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional.

O delegado Waner dos Santos Neves representou pela prisão temporária dos acusados e pelos mandados de buscas e apreensões deferidos pela justiça local.

Vinte pessoas foram presas em Guarantã do Norte e outras duas em Peixoto de Azevedo.  Foram apreendidas durante a operação cinco armas de fogo, sendo três pistolas, uma carabina e um revólver; um simulacro de arma de fogo, entorpecentes, munições e R$ 40 mil. As drogas ainda estão sendo pesadas.

Participaram da operação 70 policiais entre, investigadores, escrivães e delegados das regionais, de Sinop, Nova Mutum, Alta Floresta, todas as unidades da regional de Guarantã do Norte, equipes do Grupo de Operações Especiais (GOE) e da Polinter. 

Galeria de Fotos:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO