01.03.2011 | 20h58


POLÍCIA

A pedido de Lessa, Silval desiste de exonerar diretor de cadeia

Nos últimos 30 dias houve duas fugas. 38 bandidos voltaram às ruas e especula-se que já estejam na Bolívia.  Os presos escaparam da Cadeia de Cáceres cavando um túnel

MAYARA MICHELS 16h00
DA REDAÇÃO

O governador Silval Barbosa revogou a exoneração do diretor da Cadeia Pública de Cáceres, Cleiton Noberto Leonço da Silva. A demissão foi publicada no Diário Oficial do Estado ontem (28). No mesmo edital, o Governo também já tinha nomeado um novo diretor para a unidade, Lúcio Mauro Leite Lindote, que iria assumir nesta terça-feira (1).

Segundo a Secretaria de Justiça, a exoneração foi a primeira opção no momento. Porém, uma equipe técnica do Sistema Penitenciário está no local, e no fim de semana analisou  que a exoneração do diretor não ia resolver os problemas na unidade. Com isso, o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Paulo Lessa, rapidamente procurou o governador e pediu para que fosse revogada a exoneração.

Cleiton Noberto está no comando da unidade há 60 dias. Onde segundo ele, foi surpreendido com a exoneração.

"Não me deram nenhuma explicação sobre a exoneração, não souberam me explicar. Mas tenho a certeza do meu trabalho e sei que em nenhum momento pisei fora da legislação. Acho que foi o porque não souberam me responder, mas estou pronto para continuar o meu trabalho", afirmou o diretor.

Fugas

As suspeitas da exoneração do diretor foram às seguidas fugas de detentos da cadeia. Em menos de 30 dias, 39 reeducandos fugiram da Cadeia.

A primeira fuga ocorreu na madrugada do dia 7 de fevereiro, 24 detentos fugiram por um túnel que foi cavado de dentro da cela e que saía ao lado de fora do presídio, na mesma rua onde fica a portaria. Os detentos aproveitaram o barulho da chuva para escapar. Os fugitivos estavam nas alas A e B do Bloco 01 da unidade prisional.

Segundo a polícia, eles cavaram um túnel, de cerca de 60 centímetros de diâmetro, utilizando pratos e barras de ferro cortados das celas. Apenas 7 detentos foram recapturados.
A segunda fuga ocorreu na madrugada do dia 25, quando mais 15 detentos fugiram da Cadeia. O grupo do bloco 2 cela C e D fugiu por um túnel cavado dentro da cela e que saía ao lado de fora do presídio. Apenas 3 detentos foram recapturados.

O diretor exonerado chegou a declarar à imprensa em Cáceres que estava sofrendo ameaças dos presos depois que implantou várias regras e retirou regalias concedidas aos detentos.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO