04.07.2020 | 07h23


POLÍCIA / TRÁFICO DOMÉSTICO

143 traficantes são presos em Cuiabá e 701 quilos de droga apreendidos

Dados são da Delegacia Especializada a Repressão de Entorpecentes de Cuiabá e relativos ao primeiro semestre deste ano



A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), prendeu 143 traficantes e apreendeu 705 quilos de drogas no primeiro semestre deste ano. Além disso, concluiu 501 inquéritos e retitou 24 armas de fogo de circulação.

A unidade especializada atua diariamente no combate ao comércio de drogas, incluindo o tráfico doméstico e investigações mais complexas, como o tráfico interestadual, que movimenta grandes quantidades de substâncias ilícitas.

A maconha é a droga mais apreendida no período, com 649 quilos, além de 7,5 quilos de cocaína e mais 48,6 quilos de outras substâncias entorpecentes. Quase R$ 92 mil oriundos de atividades do tráfico foram apreendidos, que é o dinheiro encontrado com o traficante na hora da prisão, assim como diversos apetrechos utilizados no comércio de drogas, além de dezenas de objetos de origem ilícita.

Diretor de Atividades Especiais da Polícia Civil, delegado Fernando Vasco, frisa que os resultados obtidos reforçam o papel da instituição na repressão a um tipo de crime que acaba fomentando outras atividades ilícitas. Ele destaca as investigações sobre o tráfico interestadual, como as apreensões recentes realizadas pela DRE em Mato Grosso do Sul de cargas de drogas que viriam para Cuiabá.

O delegado titular da unidade, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, explica que mesmo diante do deficit de efetivo e da pandemia do coronavírus, há um empenho e dedicação de toda a equipe da unidade para alcançar os resultados obtidos.

Incineração

Toda a droga apreendida nas ações da DRE é incinerada após autorização judicial. Neste primeiro de 2020 foi feita a incineração de mais de 1,6 mil quilos de drogas, incluindo apreensões do ano anterior. 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO