alexametrics
12.11.2010 | 22h51


POLÍCIA

12 são indiciados por desvio de R$ 44 milhões em compra de equipamentos



KELLY MARTINS

Doze pessoas foram indiciadas pela Delegacia Fazendária por fraude em licitação, corrupção passiva e formação de quadrilha no inquérito que investiga o superfaturamento de R$ 44 milhões na compra maquinários pelo programa do Governo “MT 100 Equipado”.

Entre os indiciados estão três servidores da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) e nove empresários que venderam as máquinas e caminhões ao Estado.

O inquérito apura fraudes nas licitações e será repassado ao Ministério Público Estadual. Conforme a delegada Alana Cardoso, uma das responsáveis pelo caso, disse que as investigações foram divididas em três fases e , até o momento, apenas uma foi finalizada.

Os outros dois inquéritos foram instaurados para apurar suposta fraude de caminhões para formação das patrulhas rodoviárias e indícios de lavagem de dinheiro. Porém, a delegacia aguarda relatório da Auditoria Geral do Estado.

A polícia apurou que a fraude ocorreu no processo de licitação e os bens adquiridos foram entregues de acordo com o edital, havendo irregularidades apenas nos pneus. A delegada informou ainda que inquérito continua sob segredo de Justiça e que por conta do sigilo somente algumas informações serão divulgadas pela Polícia Judiciária Civil.

O relatório policial tem mais de 5 mil páginas e 46 pessoas acusadas de envolvimento no escândalo das máquinas prestaram depoimento à polícia. A Delegacia Fazendária remeterá o inquérito policial sem os laudos das perícias realizadas nos maquinários por não terem sido encontradas irregularidades graves.

A Pericia Oficial e Identificação Técnica (Politec) finalizará nos próximos 21 dias a perícia em maquinários de 38 municípios que restam. A delegada Alana Cardoso enfatiza que a Polícia Civil, por meio das delegacias do interior, já havia vistoriados os equipamentos de 125 municípios. “Não vimos necessidade de esperar”, frisa. “A demora maior foi para analisar documentos e estudar as provas”, concluiu a delegada.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime