27.04.2017 | 11h39


"LEGADO" DA COPA

Wilson fica na Assembleia e vota empréstimo de R$ 600 milhões para obra do VLT

O argumento seria a votação de um pedido de autorização do Governo do Estado para empréstimo federal de R$ 600 milhões, para a retomada das obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT)


DA REDAÇÃO

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) confirmou nesta quinta-feira (27) que pode permanecer na Assembleia Legislativa por tempo indeterminado. O argumento seria a votação de um pedido de autorização do Governo do Estado para empréstimo federal de R$ 600 milhões, para a retomada das obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

“Vou conversar com o governador Pedro Taques (PSDB) para definirmos juntos a necessidade da minha permanência, ou não, na Casa. Se ele achar melhor que eu fique, vou atender”, disse Wilson ao .

“Vou conversar com o governador Pedro Taques (PSDB) para definirmos juntos a necessidade da minha permanência, ou não, na Casa. Se ele achar melhor que eu fique, vou atender”, disse Wilson.

A reunião com Taques deverá ser realizada na terça-feira (2), uma vez que o governador está em viagem pelo interior do Estado. “Vou esperar ele retornar para conversarmos”, comentou.

A sugestão de permanência de Wilson na Assembleia teria partido, segundo ele, do presidente da Casa, Eduardo Botelho (PSB), que considera a votação do empréstimo importante, uma vez que a oposição pode tentar barrar a liberação dos recursos.

O parlamentar avaliou a votação do relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre as obras da Copa e do VLT como missão cumprida. Ele tinha afirmado que só permaneceria na Assembleia pelo tempo necessário para a votação, que foi concluída na última quarta-feira (26).











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Davi  28.04.17 11h27
É um absurdo o que o Pedro Taques, Paulo Taques e o homem do Rodoanel estão fazendo, colocando mais 800 milhões em uma empresa ré por desvios da copa. A população precisa dar resposta em 2018. Estado de Corrupção!

Responder

3
1
Carlos Nunes  28.04.17 09h38
Agora o Relatório da CPI das Obras da Copa será encaminhado ao MPF, MPE, TCE, etc. que vão destrincha-lo com Auditores, principalmente o TCE. Que negócio é esse do Consórcio VLT ter que restituir MEIO BILHÃO DE REAIS. Tem que restituir ou não? A gente deixa de declarar no Imposto de Rende cem reais, e já entra na malha fina. E os MEIO BILHÃO, dinheiro a beça. Seria conveniente que o presidente do TCE formasse uma força tarefa de Auditores, pra examinar esse caso URGENTEMENTE, pra Ontem (como diz o ditado). Tem que examinar tintim por tintim, centavo por centavo. Cadê os MEIO BILHÃO? Se tem que restituir MEIO BILHÃO, só tem que emprestar 100 Milhões pra completar os 600. Empréstimo é endividamento pra gente pagar a conta depois...os governos passam e as parcelas pra pagar na Caixa ficam pra nós.

Responder

3
0

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO