22.08.2019 | 12h35


PROPINA DE R$ 600 MIL

Valtenir nega participação em esquema corrupção em prefeituras

De acordo com a Polícia Federal, o ex-parlamentar agia em conluio com dois prefeitos, por meio da cobrança de propina a empresários.


DA REDAÇÃO

O ex-deputado federal Valtenir Pereira (MDB) divulgou nota, na manhã desta quinta-feira (22), onde afirma não possuir nenhuma ligação com o esquema de corrução, supostamente liderado por ele em conluio com dois prefeitos, assessores e empresários do ramo do setor de logística.

Em nota ao , Valtenir disse que está "tranquilo” e não possui vínculo ou ligação com a organização criminosa que agia mediante fraudes, por meio de notas frias em contratos. O ex-parlamentar alegou que sua relação com as prefeituras de Confresa e Serra Nova Dourada (ambas de Mato Grosso) é uma questão institucional.

Valtenir foi alvo de um mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça Federal. Ele é apontado como líder do esquema que desviou cerca de R$ 600 mil.

A PF prendeu nesta mesma operação, o ex-prefeito de Confresa Gaspar Lazzari (PSD) e o assessor parlamentar Marcelo Luiz Faustino (veja aqui).  

Operação Tariraguaia

A PF deflagrou a Operação Tapiraguaia com o objetivo de combater um esquema de desvio de recursos federais, com apoio da Controladoria-Geral da União (CGU) e do Ministério Público Federal (MPF), e pagamento de propinas nas prefeituras de Confresa e Serra Nova Dourada. 

Doze mandados de busca e apreensão, três prisões preventivas e sete medidas cautelares foram cumpridas nos municípios mato-grossenses de Cuiabá, São Félix do Araguaia, Serra Nova Dourada, Bom Jesus do Araguaia, Apiacás e também em Brasília/DF. Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal de Barra do Garças/MT, que também determinou o sequestro de bens e valores. Veja mais aqui

Nota

Fiquei surpreso com a diligência que foi realizada em minha residência nessa manhã do dia 22/08/19, dia do aniversário da minha Filha. 
Estou absolutamente tranquilo porque não fiz nada de errado. A relação que tenho com as prefeituras em questão é institucional.  
Tudo será devidamente esclarecido na instância adequada. Estou à disposição das autoridades e confio na Justiça!










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER