15.06.2017 | 18h03


PODERES / ACORDO COM SERVIDORES

Taques só fará reforma da previdência depois que quitar RGA

O Governo do Estado desistiu de enviar à Assembleia Legislativa a proposta de reforma da Previdência de Mato Grosso (MTPrev) que altera a alíquota de desconto previdenciário dos servidores de 11% para 14%.


DA REDAÇÃO

O governador Pedro Taques (PSDB) desistiu de enviar à Assembleia Legislativa a proposta de reforma da Previdência de Mato Grosso (MTPrev) que altera a alíquota de desconto previdenciário dos servidores de 11% para 14%.

A decisão foi tomada após pedido do Fórum Sindical que se reuniu com a equipe econômica no fim da tarde de quarta-feira (14), no Palácio Paiaguás, em Cuiabá.

“O governo garantiu que enquanto não quitar as RGAs [Revisão Geral Anual], o Executivo não discutirá aumento da alíquota de previdência, e se compromete a manter os estudos internos no MTPrev”, afirmou um dos representantes do Fórum, Oscarlino Alves.

A proposta do Governo surgiu depois que a equipe econômica descobriu que a previdência encerrará 2017 com um rombo de R$ 800 milhões. O projeto teria como finalidade o reequilíbrio das contas públicas.

A decisão de não enviar a proposta do MTPrev à Assembleia foi confirmada pelo secretário de Estado de Fazenda, Gustavo Oliveira.

“Nós vamos primeiramente solucionar a questão da RGA para, somente depois, discutir a reforma previdenciária de Mato Grosso”, afirmou. 

 

 

 

 

 

 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Davi  16.06.17 16h29
Ou seja, NUNCA! kkkk

Responder

4
0

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO