01.01.2019 | 18h28


VEJA VÍDEO

Taques passa faixa para Mauro e 'foge' de jornalistas ao deixar Paiaguás

Em solenidade rápida, ex-governador decidiu não discursar ao passar faixa ao ex-aliado e seu sucessor no comando do Estado



Após ser empossado e discursar na Assembleia Legislativa, na tarde desta terça-feira (1º), o governador Mauro Mendes (DEM) seguiu para o Palácio Paiaguás onde recebeu do, agora, ex-governador Pedro Taques (PSDB) a faixa de chefe do Poder Executivo de Mato Grosso.

A solenidade foi em tempo recorde. Taques desceu as escadas que dão acesso ao seu ex gabinete juntamente com a filha Renata, com outros dois ex-assessores, Paulo Reis (ex-adjunta de Articulação Regional) e o coronel da PM Sodré (Casa Militar), para ir ao encontro de Mauro Mendes na recepção do Palácio Paiaguás.

A primeira-dama do Estado, Virginia Mendes, entregou um buquê de flores à filha de Pedro Taques. Logo em seguida, sem discursar e/ou falar com jornalistas, Taques deixou o Palácio – onde trabalhou por quatro anos – e Mauro seguiu para o Senai onde vai empossar os novos secretários de Estado.

Mauro foi eleito com mais de 840 mil votos e será o 56° governador de Mato Grosso. Ele comandará o Estado até 2022.

Derrota histórica 

Pedro Taques é o primeiro governador na história de Mato Grosso a não conseguir ser reeleito desde que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) homologou a possibilidade de reeleição, em 1997. O atual governador amargou a terceira posição com 18,89%, atrás de Wellington Fagundes (PR), 19,58%. 

No comando do Governo, Taques enfrentou muitos desgastes, principalmente, com os servidores públicos. Chegou a atrasar salários do funcionalismo e brigou para não pagar a Revisão Geral Anual (RGA) e também atrasou repasses aos municípios. Além disso, seu Governo viveu uma crise sem fim na saúde. 

O tucano também não conseguiu quitar os atrasos de repasses aos poderes e a dívida já passa de R$ 500 milhões. Taques conseguiu perder aliados políticos, entre eles, o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes, que o venceu nas urnas em outubro passado com mais de 58% dos votos válidos. 

Veja o vídeo:

Galeria de Fotos:
Credito: RepórterMT
Credito: RepórterMT
Credito: RepórterMT
Credito: RepórterMT
Credito: RepórterMT
Credito: RepórterMT
Credito: RepórterMT
Credito: RepórterMT










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER