05.02.2020 | 08h20


PODERES / AFASTADOS HÁ 2 ANOS

STJ tira da pauta e adia julgamento que pode devolver cargo a conselheiros do TCE

O recurso que pede o retorno dos cinco conselheiros ao Tribunal de Contas seria julgado nesta quarta-feira (05). Com a decisão, não há previsão de quando o processo retornará a pauta da Corte.


DA REDAÇÃO

O ministro Raul Araújo, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), adiou, novamente, o julgamento dos recursos dos conselheiros afastados do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE) acusados de envolvimento em esquemas de corrupção na gestão do ex-governador Silval Barbosa. A nova data ainda não foi definida.

O julgamento estava marcado para acontecer nesta quarta-feira (05) e que poderia determinar o retorno dos conselheiros após mais de 2 anos do afastamento, com a deflagração da Operação Malebolge, pela Polícia Federal, em setembro de 2017. 

São réus na ação José Carlos Novelli, Waldir Júlio Teis, Antônio Joaquim, Walter Albano e Sérgio Ricardo de Almeida. A expectativa é que os recursos sejam colocados em pauta ainda neste mês de fevereiro. A motivação do novo adiamento não foi esclarecida, porém, seria para que as partes pudessem juntar documentos na ação.

A série de adiamentos começou em 4 de dezembro de 2019, devido a  um pedido de suspeição contra o ministro responsável pelo caso. Conforme noticiado pelo , o pedido de suspeição foi negado pelo presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha, no último dia 06 de dezembro. 

A acusação 

O esquema foi descoberto no curso das investigações da Operação Ararath, a partir da apreensão de diversos documentos e depoimentos prestados por colaboradores, entre os quais está o ex-governador Silval Barbosa – líder de uma organização criminosa que instalou no alto escalão do Governo de Mato Grosso entre 2010 e 2014.

A delação de Silval indica que os conselheiros afastados cobraram R$ 53 milhões de propina para fazer vistas grossas durante as obras da Copa do Mundo, que teve Cuiabá como uma das sedes, em 2014. Todos negam as acusações.











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Armindo de Figueiredo Filho  05.02.20 10h35
COMPLEMENTANDO>>>>ESPETACULAR!!! ESSA FOTO! Deveria fazer um "OUTDOORS", e coloca-las nos principais PONTOS ESTRATÉGICOS e TURÍSTICOS DO ESTADO!!!.. É o mínimo que poderia fazer e o POVO de MT, agradeceria .....

Responder

1
0
Armindo de Figueiredo Filho  05.02.20 10h30
AFASTADOS HÁ 2 ANOS!!!! ORA ORA ORA.... Já provaram que são RÉUS.. e ainda querem VOLTA???? ISSO NÃO PASSA DE "BVDL">>>(B)oa ( V)ida (D)espesa e (L)ucro ... GANHAR SEM TRABALHAR E PRODUZIR(quem não quer???) Só que teria que ser CORTADO os seus proventos/salários... ORA BOLAS!!!! Se fizer uma ENQUETE!!!Com certeza ninguém quer a VOLTA desses "PROPINEiROS".. Já pensaste essa"DINHEIRAMA, transformada em UTIs????? Tem que ser CASSADOS e SEM APOSENTADORIAS.... CHEGA!!!! O povo não aguenta mais esses "DESMANDOS" Fim de papo ......

Responder

2
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO