22.01.2020 | 19h05


ELEIÇÕES 2020

Secretário de Mauro se filia no DEM e e diz que é candidato a prefeito de Cuiabá

Gilberto Figueiredo afirmou que deixa o PSB para migrar para o Democratas no período de janela partidária; Candidatura a prefeito será definida em março.


DA REDAÇÃO

O secretário de Estado de Saúde (SES), Gilberto Figueiredo (PSB), disse que sua possível candidatura à prefeitura de Cuiabá vai depender da vontade política do grupo do governador Mauro Mendes (DEM).

Ele anunciou que deve filiar ao DEM, partido do governador, em março, período de janela partidária. Em entrevista à Rádio Capital, na terça-feira (21), o gestor comentou que nunca se lançou candidato e que seu nome surgiu no cenário pelos Democratas.

“Se for vontade do DEM, se for vontade desse grupo político do governador Mauro Mendes e se eles entenderem que tenho requisitos para enfrentar esse desafio, eu aceito. Estou com gana, com força de vontade para oferecer a Cuiabá algo melhor do que a gente tem hoje”, disse Figueiredo.

“Se for vontade do DEM, se for vontade desse grupo político do governador Mauro Mendes e se eles entenderem que tenho requisitos para enfrentar esse desafio, eu aceito. Estou com gana, com força de vontade para oferecer a Cuiabá algo melhor do que a gente tem hoje”, disse.

Figueiredo é vereador pela Capital e se afastou do cargo no ano passado para assumir a pasta da Saúde.

“Aceitei ser secretário de Saúde, que poucos têm coragem de assumir. Temos exemplos na Capital de médicos que foram chamados para serem secretários e não aceitaram pela magnitude e a dificuldade de enfrentar uma Pasta dessa natureza”,

Ele comentou que na “fila” de possíveis candidatos do partido para disputar o cargo prefeito da Capital, o presidente estadual do partido, suplente de senador, Fábio Garcia tem prioridade. No entanto, ele comentou que o DEM deve avaliar também os secretários de governo que estão no rol, como Mauro Carvalho (Casa Civil) e Marcelo Padeiro (Infraestrutura).

“Logicamente que o nosso candidato nato é o Fábio Garcia, presidente do partido, ex-deputado federal, suplente de senador. Não há o que se discutir, mas o governador Mauro Mendes tem a disposição um elenco de candidatáveis possíveis para fazer um grande trabalho”, disse. 

Ele ressaltou que a definição do partido deve sair em março.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO