05.04.2020 | 16h44


PODERES / SUSPEITA DE CONTAMINAÇÃO

Prefeita faz exame para saber se está com Covid-19 e libera comércio

Rosana Martinelli afirma que não tem sintomas da doença, mas como teve contato com os 3 servidores infectados, está em isolamento


DA REDAÇÃO

Prefeita de Sinop (500 km ao norte de Cuiabá), Rosana Martinelli (PR) informou em uma live ao vivo, na tarde deste domingo, que fez o exame de Covid-19 e ainda aguarda resultado. Disse que não apresenta sintomas da doença mas, por orientação médica, está em quarentena em casa, fazendo uso de máscara e tomando todos os cuidados necessários. 

O exame foi realizado porque no município foram confirmados três casos da doença, sendo o secretário de Saúde Kristian Barros, 41 anos, o secretário-adjunto de Saúde, 45 anos, Wieciley Fonseca, e uma enfermeira chefe de 37 anos. A prefeita teve contato com os três antes de descobrirem a contaminação.

O secretário-adjunto continua internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas Martinelli afirma que ele apresenta melhoras. O secretário e a enfermeira estão em isolamento domiciliar.

Além dos casos confirmados, o município tinha, até a tarde de ontem, mas 50 casos suspeitos aguardando os resultados dos testes.

Mesmo diante deste cenário, a prefeita baixou novos decretos autorizando o funcionamento do comércio, com medidas restritivas e de higiene. Estão liberadas até as academias e restaurantes, desde com metade das mesas.

As aulas e os atendimentos ao público na administração municipal seguem suspensos até 30 de abril.

A prefeita informou que Sinop passa por um momento difícil porque há muitos servidores da saúde em quarentena, mas aponta que os que permanecem atuando estão “firmes, fortes e guerreiros”.

A decisão de flexibilizar as medidas restritivas e liberar o comércio foi tomada, segundo a prefeita, para garantir a renda e o emprego ao trabalhador. “A saúde é nossa prioridade, mas preciso dar esse voto de confiança ao empresário”, enfatiza.

“Com essa flexibilização tenham cuidado, respeitando o distanciamento, usando álcool gel, máscaras. Tem muita gente que ainda acha que não é perigoso (vírus), mas é sim. Sigo confiando na responsabilidade dos empresários e que os funcionários vão seguir as regras de higiene”.

A prefeita alertou que a flexibilização não atinge os grupos de risco e que essas pessoas precisam continuar em isolamento social. Também destacou que as aglomerações continuam proibidas.

Garantiu que continua à frente da prefeitura, mesmo em isolamento, realizando as reuniões por videoconferência e telefone.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO