30.01.2017 | 15h10


STAFF DE TAQUES

'Não tenho apego ao poder e estou pronto para descer a escadaria', diz Suelme

Secretário de Agricultura Familiar se diz desprendido, mas ressalta que será difícil substituí-lo



Diante das pressões e especulações sobre as trocas no staff do governador Pedro Taques (PSDB), o presidente do Diretório Municipal do PSB e secretário de Agricultura Familiar e Regularização Fundiária, Suelme Evangelista afirmou à imprensa, que é desprendido do poder e está pronto para sair, se preciso for, mas ressalta que será difícil encontrar substituto “à sua altura”.

"Então estou muito tranqüilo e se precisar ‘descer a escadaria’ não tem problema, aliás ta na minha cabeça a idéia é que estar no poder é um passeio, nunca uma propriedade”, declarou o secretário.

“Tenho dito que eu não tenho apego ao poder. Estar no poder ou fora dele para mim é indiferente. O que importa é o propósito de lutar politicamente junto com o grupo que estou pertencendo. Então estou muito tranqüilo e se precisar ‘descer a escadaria’ não tem problema, aliás ta na minha cabeça a idéia é que estar no poder é um passeio, nunca uma propriedade”, declarou o secretário.

Suelme, que é apontado no Governo, como escolha pessoal do governador e não da “cota” do PSB, detalhou as ações que considera que o colocam como bem avaliado pelo chefe do Executivo estadual.

“Acho que a cada dia que passa , o governador avalia a performance da secretaria e não tenho dúvida que não vai ser fácil destinar uma outra pessoa para construir o arranjo político que nós construímos na secretaria, de trabalho de ponta, de seriedade, de diálogo com a sociedade e de resultados”, destacou.

“Acho que a cada dia que passa , o governador avalia a performance da secretaria e não tenho dúvida que não vai ser fácil destinar uma outra pessoa para construir o arranjo político que nós construímos".

O socialista admite que gostaria de ficar no cargo, mas lembra que esta decisão não cabe a ele e se à disposição de um objetivo mais abrangente.

“O futuro do nosso grupo político é muito maior e muito mais estratégico do que pensar em vaidade de permanência na secretaria. Eu me coloco em uma posição muito menor do que o interesse maior e projetos de futuro”.

Sobre a discussão a respeito da distribuição de cargos ao PSB e ao PSD que procura ter mais ‘espaço’ na gestão, ele argumenta que as tratativas são naturais e não há risco de que divergências promovam um “racha” no grupo.

“Eu não tenho dúvida que o próximo governador é desse grupo (...) Nós somos protagonistas dessa história que levou o governador ao Governo do Estado e nós não vamos abandonar o barco por interesses eleitoreiros ou por qualquer outro objetivo. Podemos ter muitos conflitos e vamos ter, mas tenho certeza que em nome do maior projeto desse Estado vamos aprender a conviver e dar espaço para todos de forma democrática”, concluiu.

Atualmente, ale de Suelme Evangelista o PSB tem o comando da pasta de Trabalho e Assistência Social, que ficou a cargo do deputado licenciado Max Russi.

Recentemente o governador Pedro Taques nomeou em seu segundo escalão vários agentes políticos que vieram da gestão do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, que também é do partido.

A disputa atual tem sido pela Secretaria de Meio Ambiente à qual o PSB afirma que teria sido disponibilizada pelo próprio vice-governador Carlos Fávaro (PSD) e o partido dele que busca maior espaço no Governo.











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Amigo Indeano  30.01.17 15h50
Suelme, fez pela Seaf o que nenhum gestor anterior consegui fazer. Levantou a secretaria, que estava sucateada e esquecida. Transformou! Seus atos traduziram-se em esperança e novas perspectivas para a agricultura familiar. Sem sombra de dúvida. É o melhor nome, Que o atual governo possui. Um período que se encerra, para um novo passo. Continue firme secretário. Não existe barreiras, que a sua competência não consiga quebrar.

Responder

9
24
Paulo  30.01.17 15h16
ja vai tarde piolho de politico

Responder

21
1

Enquete

ABUSO DE AUTORIDADE

Você concorda com aprovação da Lei para punir juízes?

Concordo: MP e Juízes erram muito e prejudicam pessoas de bem

Não concordo. A aprovação da lei é que é um abuso

Bolsonaro deveria vetar a lei

Bolsonaro deve sancionar a lei

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER