16.01.2020 | 11h00


ABANDONOU OBRA

MPF abre inquérito contra construtora por obra inacabada de escola

A obra da escola Bela Vista ficou abandonada por um ano, em Alto Paraguai. O contrato é de quase R$ 1 milhão.


DA REDAÇÃO

O Ministério Público Federal (MPF) de Mato Grosso instaurou um inquérito civil para investigar a L.F Construções Civis Ltda, acusada de receber dinheiro ilegalmente na construção de uma escola no interior do Estado.

De acordo com o inquérito, após receber o pagamento pela construção, a empresa abandonou a obra da unidade educacional Bela Vista, que era realizada na cidade de Alto Paraguai (220 km de Cuiabá).

O procedimento foi aberto pela procuradora da República Denise Nunes Rocha Muller Slhessarenko e publicado no Diário Oficial, na quarta-feira (15). Para apurar o contrato n°22520/2014, no valor de R$ 918 mil, firmado em 25 de junho de 2014.

A empresa foi contratada para construir uma escola com seis salas padrão, e o pagamento seria feito via Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do Governo Federal. 

Conforme documentos apresentados pela Prefeitura de Alto Araguaia, a construtora recebeu R$ 216.790,54 mil e realizou apenas 20% da obra.

Com 365 dias sem avanços, e o local abandonado, o Município rescindiu o contrato de forma uniliteral, implicando uma multa de R$ 140 mil pelo não cumprimento da obrigação contratual.

A empresa recebeu R$ 45,7 mil em serviços não executados, que deveriam ser devolvidos, o que não ocorreu.

A procurada afirma que há indícios de irregularidades na execução do contrato, que não apurados.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO