24.06.2019 | 16h10


A GRANDE QUADRILHA

MP aciona ex-secretário Pedro Nadaf por enriquecimento ilícito

O processo contra Pedro Nadaf, publicado no Diário Oficial desta segunda-feira (24), tramita em segredo de Justiça e te,m valor de R$ 5,4 milhões


DA REDAÇÃO

O Ministério Público Estadual (MPE) abriu um processo sigiloso contra o ex-secretário de  Estado e delator, Pedro Nadaf por atos de improbidade administrativa e enriquecimento ilícito, com valor de causa no montante de R$ 5,4 milhões.

Na ação, publicada no Diário Oficial da Justiça, que circula nesta segunda-feira (24), não há detalhes sobre os ilícitos que teriam sido praticados pelo o ex-secretário, no entanto, o documento consta pedido liminar de bloqueio de bens. Porém, não foi possível obter mais informações sobre o processo porque tramita em segredo de Justiça.

Pedro Nadaf atuou como secretário de Fazenda, Minas e Energia e da Casa Civil nas gestões Blairo Maggi (PP) e Silval Barbosa (sem partido) e confessou dezenas de crimes de corrupção durante seu período na vida pública.

O ex-secretário fez um acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR) para entregar políticos envolvidos no esquema de desvio de dinheiro público e devolver R$ 16,9 milhões ao Estado.

O pagamento foi feito com a entrega de 27 imóveis e R$ 484,5 mil bloqueados em conta corrente. Nadaf também foi obrigado a repassar para a Justiça o pagamento de aluguéis provenientes de outros nove imóveis. Além disso, o delator terá que pagar R$ 578 mil em cinco parcelas.

O acordo com a PGR garantiu a Pedro Nadaf a redução de 2/3 da pena nas operações Seven, Ararath e Sodoma. Se for condenado, o ex-secretário poderá cumprir a pena no regime semiaberto por cinco anos.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER