22.08.2019 | 16h45


VEJA O VÍDEO

Misael: Condenar verba indenizatória de R$ 19 mil a vereador é hipocrisia

Repasse é feito sem a necessidade de comprovação de despesas com atividade parlamentar.


DA REDAÇÃO

O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, vereador Misael Galvão (PSB) classifica como hipocrisia a condenação à verba indenizatória de R$ 18,9 mil destinada a cada um dos 25 parlamentares da Capital. Clique aqui e assista na íntegra.

Em entrevista ao programa Conexão Poder, ele defendeu que o repasse é legal e concedido ao Legislativo cuiabano da mesma forma como a membros de outros poderes, como Tribunal de Contas, o Tribunal de Justiça e aos deputados estaduais e federais.

Segundo ele, os vereadores precisam da verba porque trabalham muito por Cuiabá.

“Todos os dias, em todos os momentos tem vereador de Cuiabá trabalhando de domingo a  domingo então eu falo disso com tranquilidade”, comentou.

Os vereadores recebem a verba de R$ 18.9 mil sem ter que apresentar recibos ou notas fiscais das despesas em que aplicaram o montante. A prestação de contas é feita apenas por relatório das atividades, que é encaminhado ao Tribunal de Contas.

Misael argumenta que o controle é feito com eficiência.

O presidente destaca ainda a necessidade da verba para que o vereador possa atuar nos bairros, fazendo reuniões e projetos que por indicação possam se tornar obras. Trabalho, que segundo ele vem transformando a Capital.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Eduardo Alvarenga Alves Ferreira  22.08.19 22h24
Misael, sou Brasileiro, Cuiabano e Evangélico da Assembléia de Deus, sou totalmente contra esse repasse. Porém se de fato procede, tenho certeza que no máximo 5 mil reais por Vereador e mais que o suficiente, pois os deslocamentos não são grandes assim. Além do mais, a atividade dos vereadores e pífia quando a gente da uma olhada na Lei Orgânica do Município.

Responder

0
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER