08.09.2019 | 17h40


EFEITO AMAZÔNIA

Mendes prevê 'catástrofe' em MT se houver boicote de consumidores estrangeiros

Em entrevista ao jornal O Globo, o chefe do Executivo admitiu que a crise por conta das queimadas na Amazônia pode afetar o Estado, que carece da comercialização dos grãos e dos produtos de rebanhos para o seu sustento.


DA REDAÇÃO

O governador Mauro Mendes (DEM) prevê uma “catástrofe” em Mato Grosso diante de um possível boicote dos consumidores estrangeiros de produtos brasileiros agrícolas devido à crise ambiental que assolou o país. A imagem do Brasil pode ‘respingar’ nas taxas de exportação do país.

Em entrevista ao jornal O Globo, o chefe do Executivo admitiu que a crise por conta das queimadas na Amazônia pode afetar o Estado, que carece da comercialização dos grãos e dos produtos de rebanhos para o seu sustento.

“Afeta, pois pode desencadear não só uma reação de países, algo menos provável, mas uma reação de consumidores no exterior contra produtos brasileiros. Isso seria um desastre para nosso país e uma catástrofe para Mato Grosso, que depende muito das exportações agrícolas”, argumentou.

O governador pontuou que o prejuízo pode ser gigante se essa for a escolha dos países compradores da matéria-prima, porém ele não acredita nessa opção do mercado em virtude na alta do preço.

“É muito difícil fazer isso. Mas o mundo também precisa comprar os alimentos brasileiros. Retirar o país do mercado de proteínas vegetais e animais interessa a nossos concorrentes, mas não aos clientes, pois eles pagarão um preço muito mais alto, e isso é ruim para muita gente”, comentou.

Mendes avalia que a imagem atual do Brasil, após a repercussão mundial, trará prejuízos inestimáveis ao país que “é o abre-alas do comércio internacional”.

“Tenho absoluta certeza de que sim. Todos nós temos que cuidar muito da nossa imagem. Uma mulher, quando vai ao salão, se maquia, está cuidando de sua imagem, pois quer ser bem vista por si mesma e por todos aqueles que estarão ao seu redor. Não é diferente se é uma mulher, um homem, uma empresa ou um país. O meio ambiente é o abre-alas do comércio internacional”, finalizou.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER