23.05.2020 | 12h16


PODERES / VÍDEO DA REUNIÃO

Medeiros vê Bolsonaro mais forte; Nelson Barbudo pede golpe militar


DA REDAÇÃO

Os deputados federais de Mato Grosso José Medeiros (Podemos) e Nelson Barbudo (PSL) se manifestaram em favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), após repercussão da divulgação do vídeo da reunião ministerial, na sexta-feira (22).

Ao , Medeiros disse que Moro deu um tiro no pé.

“O ministro que tenta desgastá-lo demonstrou não entender nada de política, porque se ele entendesse de política, ele teria feito a avaliação do vídeo e não teria divulgado. Aquele vídeo só contribui para inocentar o presidente e fortalecê-lo politicamente”, argumentou o deputado. 

Para Medeiros, o vídeo mostra que Bolsonaro é a mesma pessoa tanto em público, quanto no privado.

“A publicação fortaleceu o presidente, pois demonstrou que o presidente não arredou o pé dos princípios que levaram ele à vitória nas eleições. Demonstra um presidente de uma cara só, o mesmo que dá entrevista ali no cercadinho, é o mesmo presidente que fala no privado com os ministros”, afirma. 

Já Nelson Barbudo, que se manifestou por meio de suas redes sociais, foi mais enfático e disse que apoia a ditadura para manter o cargo de Bolsonaro e, parabenizou o ministro general Heleno. 

“Parabéns Heleno, uma nota rápida dizendo que a cobra pode fumar. Ó, um aviso, na hora que os homens do botão dourado fizerem igual em 64, não chorem, porque eu estarei do lado do povo. Eu estarei do lado de Jair Bolsonaro. Sou da década de 60. Vivi muito jovem o período em que os militares tomaram conta porque senão vocês, criminosos, teriam implantado a ditadura cubana no Brasil e, pelo que vejo, um conluio para que se retome uma ditadura socialista no Brasil está andando”.

Barbudo criticou o Judiciário e,  ressaltou que o presidente não deve submeter seu celular à investigação. Além disso, afirmou que lutará até a morte em defesa de Bolsonaro. 

“O único presidente patriota desde que os militares entregaram o poder, o único. O resto foram todos investigados quando não presos e agora esse homem tentando moralizar essa pátria e o Judiciário querendo atropelara ordem institucional? Não conseguirão. Bolsonaro, conte comigo, conte com o povo de Mato Grosso. Não entregue o celular caso o procurador-geral da República cometa essa besteira. Vai haver consequências das nossas e imprevisíveis como disse o grande general [Augusto] Heleno”, disse.











(3) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Francisco Gomes  24.05.20 09h32
Quem tá de golpe é esse Barbido que comprou fazenfa "fechada" por 2 milhões e não sabe dizer de onde veio a grana. De João ninguém a fazendeiro em 2 anos, pode???

Responder

4
0
Maria Auxiliadora Cândida Souza  23.05.20 21h53
Os belos se unem aos belos, os psicopatas aos psicopatas... esses dois seres são tão abjetos quanto o ídolo deles. São provas incontestes de que a evolução não chegou para todos os seres humanos. Alguns, como os bolsonaros e seus asseclas, ficaram lá atrás na idade da pedra, quando quem berrava ameaças mais alto mandava na caverna. O mundo estarrecido com a vulgaridade dos membros do governo e esses dois fracassos da evolução ainda acham que o inumano mor tem defesa.

Responder

4
0
Alberto   23.05.20 13h32
Dois fascistas, câncer da política brasileira. Estamos sendo comandados por um sociopa .Pior governo da história do Brasil. FASCISTAS

Responder

26
10
Vanderlei   23.05.20 20h05
Digo mais Alberto, são uns verdadeiros merdas, vermes q o povo elegeu.

Responder

2
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

REMÉDIO POLÊMICO

Você tomaria hidroxicloroquina caso contraísse Covid-19?

Sim. O remédio está no mercado há 70 anos

Não. O remédio não tem comprovação de pesquisa para Covid

Não. Cloroquina é o remédio do Bolsonaro

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO