14.09.2019 | 12h00


FOGO NA AMAZÔNIA

Mauro se reúne com embaixadores europeus e diz que França quer desfazer mal-entendido

Após o primeiro encontro com embaixadores dos países, governador acredita na construção de um cenário melhor para aplicação do Fundo Amazônia nos Estados.


DA REDAÇÃO

O governador Mauro Mendes (DEM) disse que a reunião com embaixadores da Noruega, Alemanha e Reino Unido, na sexta-feira (13), serviu para aproximar os interesses dos países com os estados  da Amazônia Legal para retomada de recursos para o Fundo da Amazônia. Mauro ainda comentou sobre a reunião com embaixador da França, Michel Miraillet, com o objetivo de desfazer mal-entendido com o Brasil.

Segundo Mendes, os países tem grande interesse na preservação do clima, devido ao aquecimento global, e, após o primeiro encontro, ele acredita na possibilidade na construção de um cenário que possa aproximar ambos os interesses.

“Queremos preservar e eles querem ajudar a contribuir com dinheiro e com recurso para essa preservação, mas nesta reunião objetivamente, não foi aportado nenhum recurso, mas acreditamos que poderemos construir isso no futuro muito próximo”, destacou.

“Queremos preservar e eles querem ajudar a contribuir com dinheiro e com recurso para essa preservação, mas nesta reunião objetivamente, não foi aportado nenhum recurso, mas acreditamos que poderemos construir isso no futuro muito próximo”, destacou.

Ele ainda destacou que os governadores querem que o Fundo da Amazônia funcione efetivamente e que os recursos alocados sejam aplicados em programas de desenvolvimento da região e combate ao desmatamento.

“A maior lição de casa é fazer o fundo da Amazônia funcione e o dinheiro chegue efetivamente pra produzir resultado para qual ele foi concebido. Precisamos acabar um pouco da burocracia tão comum da realidade brasileira. A burocracia não existe nesse país só no Fundo da Amazônia. Outros mecanismos públicos precisam ser descontaminado com essa burocracia tão peculiar do nosso país”, destacou.

Mauro comentou que houve cobrança dos governadores de que o mundo e, principalmente o G7, tem que construir com o Brasil devido aos grandes ativos ambientais que contribui com o planeta na redução de emissão de carbono e no aquecimento global.

Reunião com a França

Mauro Mendes ainda comentou sobre a reunião com embaixador da França, Michel Miraillet. Segundo o governador, o país quer desfazer mal-entendido com o Brasil, principalmente, após a repercussão internacional das queimadas ocorridas na região da floresta amazônica.

“Pra mim ficou muito claro que o grande objetivo da França é desfazer qualquer mal-entendido desta comunicação que aconteceu de vários ruídos, com vários fatos indesejáveis, na boa relação que sempre existiu entre a França e o Brasil”, destacou.

“Pra mim ficou muito claro que o grande objetivo da França é desfazer qualquer mal-entendido desta comunicação que aconteceu de vários ruídos, com vários fatos indesejáveis, na boa relação que sempre existiu entre a França e o Brasil”, destacou.

“Ele colocou o interesse do governo francês, como embaixador, falando em seu nome, para que possamos manter essas relações, nos aproximar naquilo que nos une e construir, por meio do diálogo, alternativas para as diferenças que temos nesse momento”, complementou.

Em reunião entre o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), com os governadores dos estados da Amazônia Legal, Mauro Mendes comentou que o presidente da França, Emmanuel Macron, não está preocupado com meio ambiente, mas sim de criar barreiras com outros países.

“O senhor Macron é o nosso concorrente dos produtos no agro. Ele está surfando nas cinzas da Amazônia quando queima, mas, na verdade não está preocupado com o nosso meio ambiente, está preocupado em criar mecanismos. Ele vem com essa conversa na mídia internacional, ele e outros países para criar barreiras, possíveis barreiras verdes ligados a essa questão de um possível comportamento não adequado aqui no nosso país”, disse na época.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

B17  15.09.19 20h20
Risco-país cai para o menor nível desde 2013. Boas notícias não param de chegar”, escreveu Bolsonaro. “Aos poucos, com a ajuda de todos, podemos recuperar mais rapidamente nosso amado Brasil!”, complementou o presidente.

Responder

1
0
Matéria(s) relacionada(s):

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER