13.12.2019 | 13h50


SEXTA-FEIRA 13

Mauro pede desculpas por não cumprir promessa de solução para o VLT

O governo aguarda um estudo elaborado por uma comissão, para decidir o futuro da obra que já consumiu mais de R$ 1 bilhão dos cofres públicos.


DA REDAÇÃO

O governador Mauro Mendes (DEM) pediu desculpas aos mato-grossenses por não ter cumprido uma das suas promessas feitas durante a pré-campanha eleitoral de que encontraria uma solução para o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) em um ano. 

A obra já consumiu mais de R$ 1 bilhão dos cofres públicos e esta paralisada há cinco anos. Segundo o governador, foram descobertos alguns problemas e, além da falta de estudos, impediram que uma decisão fosse apresentada.

“Eu disse que até um ano eu daria uma solução, peço desculpas não foi possível. Nós criamos uma comissão e teve que colocar o Governo Federal porque tem verba federal, tem financiamento feito pela Caixa Econômica. Houveram alguns problemas no meio caminho. Descobrimos coisas que foram analisadas no passado que não estavam corretas, tivemos que contratar um novo estudo do tráfego de passageiros pra tomar uma decisão correta”, disse o govenador, durante entrevista à Rádio Capital FM, nesta sexta-feira (13).

“Fui no pescoço dos meu técnicos. Eu também fiquei irritado, mas não posso exigir deles que tomem uma decisão sem consistências só porque nós falamos que tomaríamos uma decisão até o final do primeiro ano”, salientou.

“Então, eu peço desculpas, não foi possível, continuamos estudando e se Deus quiser no primeiro semestre nós teremos uma definição sobre o VLT”, destacou.

Ele ressaltou que “apertou” sua equipe para que alguns resultados fossem apresentados, no entanto, ele comentou que isso é impossível sem embasamento de estudos técnicos.

“Fui no pescoço dos meu técnicos. Eu também fiquei irritado, mas não posso exigir deles que tomem uma decisão sem consistências só porque nós falamos que tomaríamos uma decisão até o final do primeiro ano”, salientou.

Mendes ainda criticou a gestão passada que, segundo ele, anunciou cinco vezes a retomada da obra e não realizou.

“Estamos dizendo com seriedade. Estamos trabalhando, estudando. Não estamos ficando aí fazendo como foi feito no passado que toda hora anuncia retomada de obra. Eu lembro que nos últimos anos foram anunciadas cinco vezes a retomada dessa obra. Então nós não vamos ficar com mentiraiada”, disse.

Estudos

Em julho deste ano, o Governo do Estado em parceria com a Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana, do Ministério de Desenvolvimento Regional, montaram um grupo de trabalho pra apresentar uma solução às obras do VLT que estão paralisadas há quase cinco anos.

No entanto, o secretário nacional de Mobilidade Urbana e Serviços Urbanos, Ricardo Caiado de Alvarenga, prorrogou por mais 120 dias o prazo para a conclusão do estudo técnico sobre a viabilidade ou não do VLT.

A prorrogação ocorreu após nota técnica expedida pelos próprios órgãos do Ministério, documento que apontou a necessidade de mais prazo para a conclusão da análise sobre o modal. Leia mais











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

benedito costa  14.12.19 09h17
Prometeu e não cumpriu! foi apenas pra ganhar eleições.

Responder

0
0
Fenix  14.12.19 08h40
ATRIBUI AO EMANUEL PINHEIRO A RESPONSABILIDADE PARA CONCLUIR AS OBRAS DO VLT E VEREMOS ESSE TREM ANDAR. O SR MM JA DEMONSTROU QUE SÓ SABE CHORAMINGAR, ORA SE POSTA COMO COITADO, ORA COMO UM DÉSPOTA, ORA COMO AMIGO DE TODO MUNDO. O EMANUEL COM TODAS AS ATRIBUICOES DE HOMEM CORRUPTO TEM DEMONSTRADO TAMANHA COMPETENCIA PARA GERIR CUIABA, PAGAR SERVIDORES, SOMUCIONAR OS MAIS DIVERSOS PROBLEMAS. O MAIS INCRIVEL EM MEIO A TAMANHA TEMPESTADE APONTADA POR MM O EMANUEL TEM SE MANTIDO DE PÉ SEM CAMBALEAR.

Responder

0
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO