04.11.2019 | 07h55


COTA ZERO

Mauro e deputados debatem mudanças em projeto que proíbe pesca por 5 anos

O governo e a Assembleia tentam encontrar um saída para aprovar o projeto polêmico ainda este ano.


DA REDAÇÃO

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM) disse que o governador Mauro Mendes (DEM) deve ser reunir, nesta semana, com a Comissão Especial criada para discutir o Projeto de Lei 668/2019, mas conhecido como Cota Zero, para debater detalhes antes que a medida seja colocada em votação.

Entre as medidas, a proposta prevê a proibição do abate e transporte de peixe nos rios de Mato Grosso pelo período de cinco anos. O Estado defende que o projeto irá repovoar os rios e fomentar o turismo.

Segundo Dilmar, que também é membro da comissão, a expectativa é que ajustes sejam feitos na proposta para que o tema avance no Legislativo e, com isso, possa ser votado ainda este ano.

“A gente ainda tem que ver como vai tratar a questão dos ribeirinhos e como é o perfil deles. Se eles sobrevivem também da pesca com venda ou não. Então terá que fazer um grande trabalho, principalmente, aqui na baixada cuiabana”, explica.

“A gente ainda tem que ver como vai tratar a questão dos ribeirinhos e como é o perfil deles. Se eles sobrevivem também da pesca com venda ou não. Então terá que fazer um grande trabalho, principalmente, aqui na baixada cuiabana”, explica.

Embora essas questões sejam levantadas com o respaldo da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), o setor pesqueiro de Mato Grosso aceitou a medida e, aponta como consequência, o alto desemprego de pescadores profissionais e ribeirinhos.

Com a polêmica, o Cota Zero emperrou na Assembleia e pode não ser votado em 2019 como previa o Governo Mauro Mendes. Deputados de oposição, como Wilson Santos (PSDB) – que também faz parte da comissão – é contra o projeto porque segundo ele em outros estados a medida causou desemprego.

O tucano quer discutir e fazer alterações na proposta e o encontro com o governador é de extrema importância.

Fazem parte da comissão Especial, além de Wilson e Dilmar, os deputados Nininho (PSD), Janaína Riva (MDB), Dr. Eugênio (PSB), Dilmar Dal Bosco (DEM), Elizeu Nascimento (DC) e Paulo Araújo (PP).

A data exata da reunião ainda não foi divulgada.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO