05.06.2019 | 15h10


REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Mauro: Deputados e senadores, pelo amor de Deus, não deixem os estados e municípios fora

O pedido do governador foi feito durante discurso, no fim da manhã desta quarta-feira (05), no lançamento do programa “Juntos pelo Araguaia, na visita do presidente Bolsonaro a MT


DA REDAÇÃO

O governador Mauro Mendes (DEM) fez um apelo ao presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL) e à bancada federal de Mato Grosso para que não deixem de incluir estados e municípios na Reforma da Previdência, que tramita na Câmara Federal.

O pedido do governador foi feito durante discurso, no fim da manhã desta quarta-feira (05), no lançamento do programa “Juntos pelo Araguaia”, na divisa dos municípios de Barra do Garças (MT) e Aragarças (GO).

"Não sobra dinheiro para cuidar da saúde, das estradas, das escolas e tantas outras obrigações de responsabilidade do Poder Público", ressaltou Mauro Mendes.

“Deputados e senadores, pelo amor de Deus, não deixem os estados e municípios fora dessa reforma. Ela é importante para que daqui a poucos anos a gente não tenha que trabalhar exclusivamente para pagar aos nossos aposentados. É legítimo, um direito, mas têm tantos outros brasileiros que estão tendo seus direitos cerceados. Não sobra dinheiro para cuidar da saúde, das estradas, das escolas e tantas outras obrigações de responsabilidade do Poder Público”, pediu Mauro Mendes.

O democrata disse ainda que a reforma é o “que o Brasil não fique atolado no seu crescimento e na sua geração de emprego”.

A preocupação de Mauro começou após o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), relator da reforma, declarar no último sábado (1º), que avaliava retirar estados e municípios do projeto da nova Previdência. Porém, o parlamentar voltou a defender, na segunda (03),  a reforma original do Governo Federal que inclui todos os entes da federação, no entanto, a possibilidade causou preocupação em alguns governadores, inclusive em estados como Mato Grosso onde o Executivo atravessa por uma forte crise econômica.

O ministro Paulo Guedes, da Economia, declarou que ser contra as retiradas dos estados e municípios porque caso eles não consigam fazer a Reforma da Previdência vão acabar pedindo socorro e a União terá que pagar a conta.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER