02.04.2020 | 07h10


PODERES / CRISE DA PANDEMIA

Mauro critica politização: 'Nosso inimigo é o coronavírus'

Mendes diz que espera que o presidente, os governadores e os prefeitos entendam que esse ano não é de disputas políticas.


DA REDAÇÃO

O governador Mauro Mendes (DEM) ressaltou que o momento vivenciado no país requer que as questões políticos-partidárias sejam deixadas de lado para focar em ações que minimizem as crises sociais e econômicas que serão provocadas devido à pandemia da Covid-19, o novo coronavírus.

No debate realizado pelo site UOL, o governador destacou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem o perfil de governar criando conflitos e, nesse momento, tenta eleger os governadores como culpados pela crise financeira. No entanto, destacou que nesse momento o maior inimigo para todos é o coronavírus.

"[Bolsonaro] tornou presidente conflitando e estabelecendo que seu grande inimigo era o Partido dos Trabalhadores e a própria classe política brasileira. Foi assim que ele chegou, negando a todos e enfrentando a todos. Em muitos momentos, ele tem demonstrado que é assim que ele quer governar, criando conflitos, criando os culpados para as crises. Nesse momento, ele tenta eleger os governadores como culpados pela crise econômica", disse.

Apesar de criticar a postura do presidente, o governador ressaltou que o momento requer equilíbrio e espera que o presidente aponte caminhos para enfrentar a crise social e econômica.

"Nossos inimigos não são as disputas internas, as eleições de 2022, nosso inimigo é o coronavírus, nosso inimigo nesse momento é a grave crise econômica que vai se abater, nosso inimigo são os problemas sociais que vão existir nesse país com milhões de pessoas desempregadas. É hora de mostrarmos a nossa grandiosidade e hora de sermos brasileiros e deixarmos as disputas eleitorais, partidárias ou divergências e focarmos naquilo que importa que são as ações para diminuir o sofrimento na saúde pública, diminuir os problemas econômicos", destacou.

"É isso que eu espero como governador de um estado brasileiro, tenho certeza que todos nós esperamos não só do presidente, mas esperamos também de muitos governadores, de muitos prefeitos, de muitos políticos que nós possamos nesse momento colocar aquilo que importa em primeiro lugar e deixar qualquer outro interesse em terceiro e quarto plano", disse.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO