27.05.2020 | 09h26


PODERES / FAKE NEWS NO STF

Líder de movimentos pró-Bolsonaro em MT é alvo da Polícia Federal

Sinopense Marcelo Stachin estava acampado em Brasília defendendo intervenção militar no Congresso Nacional e no Supremo Tribunal Federal



O sinopense Marcelo Stachin é o alvo do mandado de busca e apreensão da Polícia Federal em Mato Grosso. Ele é um dos líderes do movimento pró-Bolsonaro no estado e ganhou destaque nacional por estar ao lado de outro bolsonarista no acampamento em Brasília, conhecido como comandante Paulo, que defendeu uma intervenção militar no Congresso Nacional e no Supremo Tribunal Federal no mês passado.

Na manhã de hoje Marcelo postou um vídeo em suas redes sociais afirmando que estava no Pontal do Marape, na fazenda de um amigo, município de Nova Mutum. Ele não fez qualquer menção ao mandado de busca e apreensão.

No vídeo, além de revelar onde está, afirmou que esteve nos últimos dias em Brasília e teve que vir para Mato Grosso para resolver algumas coisas

De acordo com informações do site G1 BSB, os alvos dos mandados desta quarta-feira (27) são:

 

  • Luciano Hang, empresário (SC)
  • Roberto Jefferson, ex-deputado federal (RJ)
  • Allan dos Santos, blogueiro (DF)
  • Sara Winter, blogueira (DF)
  • Winston Lima, blogueiro (DF)
  • Edgard Corona, empresário (SP)
  • Edson Pires Salomão (SP)
  • Enzo Leonardo Suzi (SP)
  • Marcos Bellizia (SP)
  • Otavio Fakhoury (SP)
  • Rafael Moreno (SP)
  • Rodrigo Barbosa Ribeiro (SP)
  • Paulo Gonçalves Bezerra (RJ)
  • Reynaldo Bianchi Júnior (RJ)
  • Bernardo Kuster (PR)
  • Eduardo Fabris Portella (PR)
  • Marcelo Stachin (MT)

Leia mais

Mato-grossenses participam de acampamento em Brasília contra STF e Maia 

 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

john Doe  27.05.20 11h04
Fico aqui me perguntando, o que esse cara faz da vida??? Eu trabalho pra caramba, não tenho tempo de ficar acampado nem em casa, imagina em Brasília...

Responder

3
2
Emanoel Paulino  28.05.20 20h02
Alguém ainda tem dúvidas de que alguém banca essas manifestações? É uma milícia bem paga

Responder

0
2

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO