12.02.2020 | 11h16


PODERES / EDUARDO GOMES

Líder de Bolsonaro vai relatar cassação de Selma Arruda no Senado

Senadora agora tem 10 dias para apresentar sua defesa à Mesa


DA REDAÇÃO

Líder do governo no Senado, Eduardo Gomes (TO/MDB) é escolhido como relator do processo de cassação da senadora de Mato Grosso, Selma Arruda (Podemos). A decisão foi tomada agora pela manhã, durante reunião da Comissão Diretora do Senado.

Advogado da senadora, Gustavo Bonini Guedes participou da reunião e agora terá 10 dias para apresentar defesa à Mesa.

Depois, o relator terá até cinco dias úteis para proferir seu voto. A Mesa, então, marcará uma próxima reunião para apreciar o relatório. Por último, o Plenário será comunicado da decisão tomada pela Mesa, com publicação no Diário Oficial da União e no Diário do Senado Federal para que produza seus efeitos.

O mandato de Selma foi cassado pelo TSE em dezembro do ano passado, por abuso de poder econômico e prática de caixa 2. A Justiça Eleitoral também convocou nova eleição para o Senado em Mato Grosso.

No último dia 31 de janeiro, o ministro Dias Toffoli, presidente do STF, determinou que o terceiro candidato mais bem votado na eleição da senadora assuma interinamente, no caso o ex-vice-governador do Estado, Carlos Fávaro. No entanto, até a decisão da Mesa do Senado, a senadora segue no mandato.    

Mais informações a qualquer instante











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO