20.06.2019 | 14h05


GREVES E DIREITOS

Janaina: População está com raiva de político e servidor público, essa é a verdade

A deputada explicou que isso ocorre por causa do milhões de desempregado, diferença salarial entre o público e o privado, além do fraco desempenho da iniciativa privada.


DA REDAÇÃO

A deputada estadual Janaina Riva (MDB) afirmou que a população pegou “raiva de políticos e servidores públicos” porque enquanto a iniciativa privada vai mal o funcionalismo luta por direitos e aumento de salários.

A declaração ocorreu nesta semana logo após se reunir com o governador Mauro Mendes (DEM) para tentar pôr fim à greve dos profissionais da Educação. No encontro, as sugestões apresentadas pela Assembleia Legislativa não foram acatadas por Mauro.

“O que falei para o sindicato e muita gente é que a população está com raiva de servidor público e político. Essa é a verdade. Tudo que a gente posta que é direito do servidor, quando fala em recurso público, a população fica irada”, disse a parlamentar que também é vice-presidente do Legislativo.

“O que falei para o sindicato e muita gente é que a população está com raiva de servidor público e político. Essa é a verdade. Tudo que a gente posta que é direito do servidor, quando fala em recurso público, a população fica irada com isso”, disse Janaina.

A deputada explicou que isso ocorre nos dias atuais devido ao alto índice de desemprego, que atualmente atinge mais de 13 milhões de brasileiros, além da diferença de salário entre o público e o privado.

“Quando você chega para falar de servidores em qualquer roda de pessoas é possível sentir a ira. É difícil explicar que as pessoas têm um direito e que estão lutando por isso, com esse número de desempregados que está aí”, argumentou a emedebista.

“Nós temos que lutar hoje é para não perder direitos que foram adquiridos. Agora, neste momento, falar de qualquer tipo de aumento para população tem sido um tapa na cara. É o que eu estou sentindo”, concluiu a deputada.

Janaina destacou também que apesar de não concordar que um professor receba menos que servidores de outras categorias, que possuem o mesmo nível superior, o salário recebido pela grande maioria dos funcionários públicos é maior que o da iniciativa privada.

“Temos que lutar hoje é para não perder direitos que foram adquiridos. Agora, neste momento, falar de qualquer tipo de aumento para população tem sido um tapa na cara. É o que eu estou sentindo”, concluiu.

Reunião com Mauro

Dentre as sugestões dos deputados com a finalidade de colocar fim na greve dos profissionais da Educação estão a prorrogação da lei de dobra salarial em três anos, diferente do que determina a legislação que vale até 2023; a equiparação do salário base dos professores estaduais com outras categorias; e o parcelamento dos 7,67% de reajuste no salário como prevê lei de dobra, aprovada na gestão Silval Barbosa.

De acordo com a vice-presidente da Assembleia Legislativa o governador não aceitou nenhuma das três propostas apresentadas.

“A Assembleia fez as sugestões, mas nenhuma delas havia estudo de impacto financeiro. O Governo chegou a pensar e refletir sobre elas, mas o governador não quer fazer dívida para as próximas gestões. E as demais alternativas, ele, neste momento, decidiu não abrir qualquer tipo de concessão porque senão terá que abrir para todas as categorias. Ou seja, não tem proposta para agora”, revelou Janaina Riva.

A deputada declarou ainda que os parlamentares fizeram sua parte ao trazer as possibilidades ao Governo do Estado, porém, a palavra final é do governador.

 











(5) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

walter liz  21.06.19 10h45
dificil de acreditar , mas nobre deputada a sra começou a perceber o que esta rolando na realidade, os trabalhadores da inciativa privada estão bem longe dos ganhos e benesses do funcionalismo publico, e o pior, prestam um serviço fraco, claro há exceções , dificil mas tem sim servidor publico comprometido , mas infelizmente a grande maioria só pensam em aumentos, vantagens, feriados, ponto facultativo, penduricalhos nos salarios etc... a distorção é muito grande e a indignação esta tomando conta do povo Brasileiro por conta deste estado de coisas.

Responder

6
3
João Batista do Carmo  20.06.19 22h45
Nobre deputada a nossa população está irada é com os altos impostos pagos por nós contribuintes, já analisou quanto seria a sua conta de energia sem os impostos, tributos e taxas cobradas nessa e em todas as contas e serviços essenciais que pagamos. A população está irada com a Santa Casa de Misericórdia fechada e sem atendimento a meses, a nossa população está irada com os desvios das obras da copa e do VLT que a senhora e os outros deputados de MT deixaram de fiscalizar. Das inúmeras denúncias de parlamentares corruptos que foram acusados em MT e não estão aonde deveriam estar, na cadeia. A nossa população está irada em ver os desfiles das tornozeleiras eletrônicas nas ruas da capital e nada de cadeia para aqueles que estão envolvidos em um mar de lama, obra da Seduc, Detran? Nossa população está irada com nossos deputados(a) que queria trocar o FEX pelo apoio a reforma da previdência que acaba com direitos que deveriam ser defendidos por todos que foram eleitos para defender o povo trabalhador do estado de MT. O povo está irado com o tratamento desigual que fere a constituição federal e estadual dos quais uns são amparados pelas leis e outros têm as suas leis descumpridas e desrespeitadas. Nossa população não aguenta mais eleger político que promete uma coisa em campanha e depois de se leito faz um verdadeiro estelionato eleitoral com seus eleitores. Vai fazer o seu papel e para de conversa fiada, nós não somos mais enganados com discursos iguais ao seu.

Responder

9
2
carlos  20.06.19 15h49
É a tipica politica, antes era do lado do servidor pois o Taques que estava no poder, agora que é um aliado dela, começa a demonstrar a que veio! Meu voto e de minha família você não tem mais Janaína e garanto que de muitos servidores do executivo.

Responder

15
6
Francisco Mello  20.06.19 15h06
Tem razão a grande maioria da população mato-grossense estar ODIANDO os politicos,os membros do MPE,Judiciario,TCE,e os servidores publicos sejam eles Federal,Estadual,e Municipal, pois mais de 60% de tudo que pagamos de Impostos vai para salário desses Marajás. Eu trabalho 8 a 9 horas por dia numa Loja, e ganho menos de 2 mil reais mês, ando de onibus, não tenho plano de saúde e só como lanche no almoço. E os Bacanas acimas citados, tem carro,plano de saúde, ticket alimentação, e ganham no minimo de 5.000 50 MIL REAIS MENSAIS. Realmente este Brasil e Mato Grosso é muito Injusto,e por isso ODEIO essas categorias de marajás.

Responder

13
12
joana  20.06.19 14h41
na verdade a população pegou nojo de funcionario publico e politico corrupto e sabemos que muitos ainda agem por debaixo dos panos

Responder

15
8

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER