05.10.2019 | 11h30


SEM SERVENTIA

Governo vê desperdício de dinheiro e descarta terminar COT do Pari

O COT deveria ter ficado pronto em dezembro de 2013, para que fosse utilizado pelas seleções como local de treino, na Copa do Mundo de 2014. Sua construção foi orçada em R$ 31,7 milhões.


DA REDAÇÃO

O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que o Centro Oficial de Treinamento (COT) do Pari, em Várzea Grande, está fora da lista de destinação de verbas para a consclusão de obras inacabadas da Copa de 2014.

“Até agora ninguém me apresentou uma proposta clara, uma alternativa viável para tonar aquilo ali um equipamento público que tenha funcionalidade, que sirva de alguma coisa”, afirmou Mendes à imprensa, na manhã deste sábado (5).

O COT deveria ter ficado pronto em dezembro de 2013, para que fosse utilizado pelas seleções como local de treino, na Copa do Mundo de 2014. Sua construção foi orçada em R$ 31,7 milhões.

“Até agora ninguém me apresentou uma proposta clara, uma alternativa viável para tonar aquilo ali um equipamento público que tenha funcionalidade, que sirva de alguma coisa”, afirmou Mendes.

Segundo o governador, Cuiabá e Várzea Grande não têm a necessidade de mais um centro de treinamento e  investir na obra para que depois fique abandonada, seria desperdício de dinheiro público.

“Mais um COT para que? Para a Copa de 2100? de 2200? Não, não dá”, alegou. 

De acordo com Mendes, a Capital não tem tantos times, futebol, para acarretar uma grande demanda de centros de treinamentos. A prioridade deve ser a saúde. 

“Nós temos um hospital há 35 anos parado, então nós temos que enfrentar essas prioridades que darão mais resultado para a população”, argumentou.

COT do Pari

A obra está 69% concluída. Do orçamento de R$ 31 milhões, o Estado repassou R$ 21 milhões para a consórcio Barra do Pari, que é liderado pela Engeglobal.

O projeto apontava um centro de treinamento com 52 mil metros quadrados, com capacidade para 3 mil torcedores. Contando com uma estrutura de cabines de transmissão, vestiários, camarotes, sala de imprensa, 250 vagas de estacionamento, salas de musculação e fisioterapia, alojamentos, lavanderia, cozinha, refeitório e restaurante. 

A Copa previa a construção de dois COT`s, o do Pari e o da UFMT. O COT da UFMT está 92% concluído  e segundo o governador deve ficar pronto até o final do ano. 

 

 

 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Ronaldo  05.10.19 16h31
Dá nojo de lê o discurso desse governador totalmente despreparado para a função. .. caiu aí de paraquedras... mas q seu mandato será lembrado como aquele q só vê "crise onde não existe"

Responder

0
1

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER