17.06.2019 | 11h44


CPF NA NOTA

Governo lança programa que premia contribuinte e prevê aumento de 10% na arrecadação

Mato-grossenses terão a oportunidade de participar dos sorteios do Programa Nota MT, com prêmios que vão de R$ 500 a R$ 50 mil. Medida deve reduzir a sonegação fiscal.


DA REDAÇÃO

O governador Mauro Mendes (DEM) calcula que a implementação do Programa Nota MT aumente em ao menos 10% a arrecadação de impostos sobre compras e serviços efetuados em Mato Grosso, já que com a possibilidade de ser premiado, o cidadão deve criar a cultura de pedir a inserção do CPF na nota e com isso reduzir a sonegação fiscal no Estado.

“É uma forma de estimular o cidadão a fazer aquilo que deveria ser um dever e um dever acima de tudo de cada comerciante, de cada empreendedor, em emitir a nota fiscal, fazendo com eu  ele esteja dentro da legalidade fiscal”, declarou Mendes.

De acordo com o governador, o aumento da arrecadação fiscal beneficia diretamente o contribuinte, já que evita que o Governo tenha que aumentar impostos.

O programa foi lançado na manhã desta segunda-feira (17), no Palácio Paiaguás.

A partir deste mês, os contribuintes mato-grossenses terão a oportunidade de participar dos sorteios do Programa Nota MT, com prêmios que vão de R$ 500 a R$ 50 mil. Para concorrer basta o contribuinte se cadastrar no site ou aplicativo da Nota MT e pedir o CPF na nota em todas as compras de mercadorias realizadas no estado. 

Programa

O Nota MT permite que o cidadão acumule bilhetes para participar dos sorteios. Realizados de forma eletrônica, com base na extração da Loteria Federal, os sorteios possuem duas categorias: mensais e especiais. Este último acontecerá em datas comemorativas, a serem divulgadas posteriormente.

Dessa forma, cada nota fiscal emitida com o CPF vai gerar dois bilhetes, um para o sorteio mensal e outro para o sorteio especial, independentemente do valor da compra. Assim, as chances de ser contemplado são dobradas.

 

 

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER