01.10.2019 | 17h10


LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL

Emanuel propõe orçamento com previsão de R$ 3,3 bilhões para 2020

Lei Orçamentária foi encaminhada à Câmara de Vereadores na segunda-feira (30). Não a data para ser votada em plenário.



O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, encaminhou na segunda-feira (30), a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2020 para a Câmara Municipal. A previsão de receita e despesa é de R$ 3,3 bilhões, ou seja, acréscimo de mais de R$ 700 milhões se comparado ao orçamento deste ano.

Nesta terça-feira (1º), o chefe do Executivo encaminha a reforma administrativa, que será um anexo à LOA e prevê o foco na área social com a criação da Secretaria da Mulher e fortalecimento da Secretaria de Assistência Social.

“Os números mostram o bom momento da Prefeitura de Cuiabá, que mantém o equilíbrio fiscal e saúde financeira. Apesar da crise econômica nacional, a Capital de Mato Grosso segue, com muito esforço, honrando os seus compromissos, pagando os servidores dentro do mês trabalhado, além de pagar a RGA e ousando com responsabilidade ao fazer grandes obras como a conclusão do HMC e os viadutos da Avenida das Torres e da Avenida Beira Rio”, afirmou o prefeito.

Emanuel faz um comparativo em relação à LOA de 2017 (R$ 2,252 bi) e a de 2020 (R$ 3,279 bi), onde o incremento foi de mais de R$ 1 bilhão. E pela primeira vez na história de Cuiabá, o orçamento da Secretaria de Saúde será superior a R$ 1 bilhão, totalizando R$ 1,130 bi. A previsão de receita e despesa da área da saúde representa quase 35% do orçamento total do Município. 

“É um boom de Cuiabá, em que a população também tem pago os impostos, aproveitado as oportunidades para estar em dia com o Município, por meio do Mutirão Fiscal, e o ambiente é de prosperidade, de pujança econômica, de novas empresas se instalando na cidade e o setor produtivo fazendo investimentos aqui”, avaliou o prefeito.

O orçamento previsto da Secretaria de Obras na LOA 2020 é de R$ 591 milhões, enquanto da Secretaria de Educação é de 561 milhões. As secretarias da Mulher e do Turismo, propostas que serão encaminhadas na reforma administrativa, terão orçamento de R$ 2,5 milhões e R$ 4,9 milhões, respectivamente.

Na LOA 2020 já constam os empréstimos realizados pela gestão para investimento em obras, que somam mais de R$ 300 milhões. Um deles é o empréstimo de R$ 100 milhões para pavimentar mais 20 bairros que será apreciado pelos vereadores. Outro é de R$ 50,8 milhões, feito por meio de financiamento com o Banco do Brasil, para a construção dos dois viadutos.

 

Os demais financiamentos foram para pavimentação. Um em andamento com o Banco do Brasil de R$ 28 milhões e outro contraído junto à Caixa Econômica Federal de R$ 125 milhões para a construção do Contorno Leste.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO