28.02.2017 | 12h24


REFORMA ADMINISTRATIVA

Emanuel deve dobrar número de subprefeituras em Cuiabá a partir de abril

O prefeito determinou que cada secretaria levantasse informações a respeito do número de cargos e gastos mínimos necessários, sem prejudicar o andamento dos serviços.


DA REDAÇÃO

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (PMDB) afirmou que apresentará a proposta definitiva para a reforma administrativa, que pretende fazer na Prefeitura aos 100 dias de gestão, que serão completados em meados de abril.

“É um assunto que ainda não tenho pressa para tratar. Estou aguardando as secretarias finalizarem um balanço que determinei, o que deve ocorrer em 31 de março, e depois disso faremos a divulgação e envio da proposta para a Câmara de Vereadores”, disse Emanuel.

“É um assunto que ainda não tenho pressa para tratar. Estou aguardando as secretarias finalizarem um balanço que determinei, o que deve ocorrer em 31 de março, e depois disso faremos a divulgação e envio da proposta para a Câmara de Vereadores”, disse Emanuel.

No início da gestão, o prefeito determinou que cada secretaria levantasse informações a respeito do número de cargos e gastos mínimos necessários, sem prejudicar o andamento dos serviços.

O procurador-geral do Município, Nestor Fidélis, confirmou que a intenção de Emanuel é o enxugamento de gastos. No entanto, a reforma deve conter o desmembramento de secretarias, como a de Governo e Comunicação e a de Cultura, Esporte e Turismo, ao qual a pasta de Esporte deve ser separada das demais.

O objetivo do prefeito ao desmembrar a pasta de Esporte seria vinculá-la ao Ministério dos Esportes e garantir recursos para o programa “Bom de Bola, Bom de Escola”, uma de suas promessas de campanha.

Os custos com o desmembramento das pastas ainda não foram mensurados pela administração municipal.

“A proposta do prefeito é a diminuição dos gastos com a otimização dos serviços, se for constatado que haverá um aumento significativo de despesas, esses desmembramentos podem não ocorrer”, explicou Fidelis.

 Além do desmembramento de secretarias, Emanuel também estuda dobrar o número de sub-prefeituras. Atualmente, são seis administrações regionais, localizadas nas Regionais Norte, Sul, Leste, Oeste e nos Distritos da Guia e de Aguaçu.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER