19.02.2020 | 10h16


PODERES / US$ 115 MILHÕES

Emanuel dá pito em secretário e nega desistir de empréstimo

Emanuel Pinheiro afirma que repreendeu Zito Adrien e vai publicar nota oficial sobre o assunto


ANDRÉIA FONTES

Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro afirma que repreendeu o secretário municipal de Planejamento, Zito Adrien, que essa semana declarou que o Poder Executivo havia desistido de um empréstimo de US$ 115 milhões de dólares, valor a ser investido em diversas obras. “Não sei de onde ele tirou isso”, enfatizou. 

Emanuel Pinheiro destaca que a prefeitura de Cuiabá e de Belo Horizonte foram as únicas a terem aval para prosseguir com os trâmites do empréstimo, por terem gestão fiscal e estarem com as contas em dia. Enfatiza, no entanto, que isso não quer dizer que o empréstimo está aprovado, lembrando que o caminho é muito longo.

O prefeito explica que quando a Corporação Andina de Fomento (CAF) chegar a Cuiabá e avaliar os projetos, a proposta volta para a União que avaliza a quantia que poderá ser liberada. Os US$ 115 milhões de dólares é a meta de Cuiabá, mas o valor que será liberado não se pode afirmar.

Pinheiro destaca ainda que os recursos são liberados em parcelas e que para a segunda ser liberada, por exemplo, é preciso confirmar todo o investimento da primeira.

“Estou deixando como legado para Cuiabá esse financiamento, que é daqui para três, quatro ou sete anos”, enfatiza Emanuel, lembrando que o empréstimo é para obras que serão realizadas nas próximas gestões.

Pinheiro ainda enfatizou que depender apenas da Fonte 100 para investimentos é ficar muito limitado e não avançar. “Se não busca dinheiro novo, não faz melhorias”.

A contratação de operação de crédito externa com garantia da República Federativa do Brasil foi aprovada pela Câmara Municipal de Cuiabá é destinada ao financiamento do Programa Cuiabá 300 anos. A lei sancionada é de dezembro de 2018.

Os US$ 115 milhões de dólares é o valor limite.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO