24.04.2020 | 07h35


PODERES / TRANSPORTE COLETIVO

Emanuel avalia aumentar frota de ônibus a partir de segunda

Medida é por causa do retorno de parte do comércio no dia 27; atualmente, apenas 30% da frota circula pela cidade


DA REDAÇÃO

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), avalia aumentar a frota do transporte coletivo a partir de segunda-feira (27), quando parte do comércio retoma a atividade.

Durante uma transmissão ao vivo com o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT), Leonardo Campos, nesta quinta-feira (23), o prefeito disse que discute o assunto com sua equipe técnica da Secretaria de Mobilidade Urbana para evitar aglomeração de pessoas no transporte coletivo,. Atualmente apenas 30% da frota circula pela cidade e para atender servidores da saúde e de serviços essenciais.

A intenção, segundo Emanuel, é ter ônibus circulando na cidade que possa atender aos funcionários do comércio, da área da saúde, serviços essenciais e a população e, assim, evitar aglomeração de pessoas no transporte coletivo. 

  1. Após decisão judicial, o prefeito permitiu que apenas 30% da frota, sendo que 10% são para os profissionais da área de saúde e 20% para os usuários do serviços essenciais. "Continua 30% atendendo as atividades essenciais, entretanto, com essa volta, mesmo que lenta, gradual e segura da atividade comercial vai ser necessário (aumento da frota). Nós estamos em reunião aqui e terminando a live nós vamos dar sequência à reunião com o secretário de governo, com o secretário de Mobilidade Urbana, com técnicos do setor da mobilidade para ver se precisa dar uma adequada na frota", disse.
  2. "O que importa é não ter o desiquilíbrio, não tirar a tranquilidade e manter, mesmo com a volta gradativa, segura e lenta, o controle da situação para que Cuiabá continue com essa margem de segurança e, com a graça de Deus, de sucesso diários nas suas medidas de combate ao novo coronavírus", complementou.
  3. Nessa semana, o prefeito acatou ao pedido dos empresários e determinou a volta gradativa do comércio. A partir de segunda-feira as atividades econômicas do comércio varejista e atacadista em geral poderão reabrir as portas em horário reduzido, das 10h às 16h, além de seguir uma série de determinações para evitar a disseminação do vírus.

Veja o decreto na íntegra.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO