20.05.2020 | 09h18


PODERES / EFEITO CORONAVÍRUS

Deputado afirma que volta às aulas antes de agosto é impossível

As atividades escolares foram suspensas no Estado em março devido à pandemia do novo coronavírus.


DA REDAÇÃO

O presidente da Comissão Especial da Assembleia Legislativa, Valdir Barranco (PT), que estuda a viabilidade da volta às aulas na rede pública estadual e municipal, disse que não há possibilidade da retomada das atividades escolares antes de agosto.

Em março, o governador Mauro Mendes (DEM) suspendeu o retorno das atividades escolares devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). Os prefeitos também suspenderam a retomada em suas cidades nas unidades públicas e privadas.

“Ela [comissão] funcionará como termômetro. No momento, Mato Grosso está numa curva acedente e muito rigorosa, portanto, se for perguntar hoje não há menor possiblidade de essas aulas serem retomadas antes de agosto. Agora, de acordo com o desempenho da curva, se de repente ela se estabilizar e ser uma curva descendente podemos voltar a fazer essa análise sobre outro prisma. Por isso estabelecemos em comum acordo, com todas as vozes presentes, de todas as instituições que foram inânimes que antes de agosto isso é praticamente impossível”, disse.

Segundo o presidente da Comissão, na reunião realizada no dia 18 foi apresentado um cronograma de trabalho, os dois próximos encontros serão seminários com especialistas do Brasil todo para discutir o retorno às aulas.

Além disso, foi estabelecido que os trabalhos da comissão sejam divididos em quatro eixos. O relatório final será apresentado no dia 13 de julho.

“Os eixos vão trabalhar desde o novo financiamento para educação, as condições sanitárias do Estado e os municípios. Escolas privadas também devem recepcionar esses alunos. Então é uma nova legislação que terá que ser construída, é muito trabalho porque não teremos um mundo igual a que tínhamos antes da pandemia”, comentou.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO