31.03.2020 | 15h20


PODERES / MEDO DA PANDEMIA

Defensoria quer soltar presos com 70 anos, inclusive estupradores; juiz critica

O juiz da Vara de Execuções Penais de Cuiabá, Geraldo Fidélis, diz que a medida gera insegurança para a sociedade e para as vítimas


DA REDAÇÃO

A Defensoria Pública de Mato Grosso impetrou um habeas corpus no Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT), contra os juízes de Varas de Execução Penal de todo o Estado.

O argumento é de que os magistrados estariam ‘segurando’ presos idosos nas cadeias, quando eles deveriam ser liberados em progressão de regime, por conta da pandemia de coronavírus (Covid-19).

A intenção da defensoria foi duramente criticada pelo juiz Geraldo Fidélis, da Vara de Execuções Penais de Cuiabá. Ele disse que soltar todos os presos idosos de forma genérica causará uma insegurança na sociedade.

“São pessoas que cometeram estupros, que ao retornar para casa, lá é onde mora a vítima. Como uma pessoa dessa vai para casa? Como a vítima vai ficar nessa história? Desabrigada?”, argumentou, Fidélis, ao .

Fidélis disse que 35 casos se enquadravam nesses critérios e que liberou nove deles, considerados “mais leves”.

“Por exemplo, eu não soltaria o João de Deus. Ele é idoso e tá doente. Nós analisamos o seguinte, cada caso é um caso e tem que ser analisado individualmente. Não vai ser por atacado. Eu não vou autorizar a saída pela segurança da sociedade, mas se o TJ entender que estou errado, paciência”, disse o magistrado.

Outro lado

Em resposta ao , o defensor André Rossignolo, autor do pedido, disse que é uma recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

"A Defensoria está pedindo objetivamente a prisão domiciliar para as pessoas com mais de 70 anos, conforme sugere a própria Recomendação 62, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A resolução não tece comentários, nesse grupo de risco das pessoas idosas, sobre a prática dos crimes que elas tenham cometido. A recomendação apenas fala que, no caso dos idosos, o juiz deve analisar a possibilidade de prisão domiciliar. Por isso, a Defensoria está fazendo o pedido com base apenas na idade”, defensor público André Rossignolo.











(3) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Flavio Veiga  02.04.20 21h17
É no mínimo estranho mandar o preso que já está em quarentena ,sem contato com pessoas infectadas, e mandar para casa ter contato com quem pode estar.Nao tem logica

Responder

0
0
Alcilane   02.04.20 14h10
Isso é simplesmente um absurdo, se um desses delinquente tivesse estuprado a filha ou mãe de um defensor público , eu dúvido que queria soltar. A que ponto chegamos com a população de bem, que tem que ficar presa, invés do bandido. Já que tão querendo soltar bandidos, colocar tudo dentro de sua casa ,junto com seus filhos e esposa, ai eu quero vê.

Responder

6
1
Douglas  31.03.20 16h43
Aí os estrupadores leva pra casa de vcs

Responder

27
7
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO