12.04.2017 | 13h00


TREM INVIÁVEL

'Consórcio VLT avalizou todas as mentiras de Silval', diz Botelho a Wilson

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (PSB), advertiu o deputado Wilson Santos (PSDB), que está buscando a retomada das obras do VLT, porém com o mesmo consórcio contratado na gestão Silval Barbosa (PMDB)


DA REDAÇÃO

O presidente da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (PSB), advertiu o deputado estadual Wilson Santos (PSDB), nesta quarta-feira (12), na primeira sessão depois do retorno do parlamentar ao Legislativo.

Botelho desejou sorte, uma vez que, como secretário de Estado de Cidades, Santos está buscando a retomada das obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), porém com o mesmo consórcio contratado na gestão Silval Barbosa (PMDB).

“O senhor está trabalhando com as mesmas pessoas que pactuaram com as mentiras do consórcio, que foram na televisão dizendo que a obra ia ser inaugurada e não foi. O senhor abra o olho, porque esse consórcio mentiu para o povo e avalizou todas as mentiras do governo Silval. Espero que o senhor tenha mais sorte nesse trabalho”, disse o presidente da Mesa.

“O senhor está trabalhando com as mesmas pessoas que pactuaram com as mentiras do consórcio, que foram na televisão dizendo que a obra ia ser inaugurada e não foi. O senhor abra o olho, porque esse consórcio mentiu para o povo e avalizou todas as mentiras do governo Silval. Espero que o senhor tenha mais sorte nesse trabalho”, disse o presidente da Mesa.

Em resposta, Wilson Santos argumentou que como secretário possui informações que os deputados não dispõem e creditou o aviso de Botelho a essa falta de conhecimento.

“Nem mesmo os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigaram o VLT possuem o conhecimento que detenho por ter assumido a secretaria. Eu não tinha esse conhecimento e é justamente para trazer à luz todas as dúvidas que os deputados possam ter que voltei ao Parlamento. Estou à disposição de todos”, disse.

Mesmo assim, Botelho pediu cautela e que o Estado só retome as obras depois de analisar o relatório da CPI, que apontou superfaturamento na execução dos serviços pelo consórcio.

“Acredito que essa obra precisa ser concluída, mas é preciso cuidado para não repetir os mesmos erros da gestão anterior”, pontuou o parlamentar.

O relatório da CPI também aponta para a anulação do contrato e a realização de uma nova licitação para que outra empresa assuma as obras do VLT. Neste ponto, tanto Botelho, quanto Santos concordam que a alternativa tornaria inviável a retomada dos trabalhos, além de aumentar os custos e tempo da obra.

“Se fizéssemos uma nova licitação, o VLT ficaria algumas centenas de milhões mais caro do que acordamos com o consórcio. Fora o tempo, porque aí perderíamos a conta, uma vez que o processo começaria todo novamente”, explicou Wilson Santos.

Já Botelho devolveu o relatório para que a comissão retire o item que pede a anulação do contrato, para que, então, seja votado em plenário.

“Se houveram desvios é preciso que seja enviado ao Ministério Público para que tome as medidas cabíveis. Essa obra já custou mais de R$ 1 bilhão e precisa ser concluída”, finalizou o presidente.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Carlos Nunes  12.04.17 16h49
Não sei não...por que fui fazer aquele curso de detetive por correspondência.? Quase 1 Bilhão de reais, véspera de ano eleitoral, a nossa pseudo-democracia onde ganha a eleição só quem tem dinheiro. Qualquer Sherlock Holmes, Hèrcule Poirot, Charlie Chan, chegaria a conclusões anti-patrióticas. Depois que o Fantástico, na matéria Cadê o Dinheiro que estava aqui, mostrou, pró mundo inteiro, o Éder Moraes dizendo que levaria de propina R$ 5 Milhões de Reais pelo VLT...VLT virou filhote da corrupção. Como seria bom que o Riva contasse agora tudo sobre o VLT; para que o que aconteceu no passado, nunca mais se repita em MT. Então, pro Riva só podemos pedir: CONTE TUDO! SALVE MATO GROSSO! AINDA HÁ TEMPO! Tomara que o MP, a PF, o TCE, fiquem com um olho no peixe e outro no gato...sobre todo esses quase 1 BI que querem torrar no VLT. Os governantes passam, e vai ficar as parcelas do empréstimo da Caixa pra nós pagarmos.

Responder

6
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER