20.05.2020 | 11h12


PODERES / COVID-19 NA ASSEMBLEIA

Casos confirmados sobem para 11 e Botelho adotará medidas mais duras

Durante sessão na manhã de hoje, o presidente do legislativo chegou a pedir a deputados que não ficassem atrás da mesa gerando aglomeração


DA REDAÇÃO

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM) vai discutir a possibilidade de adotar medidas mais duras para evitar que mais servidores do Legislativo sejam contaminados pela covid-19 (novo coronavírus).

Na sessão matutina desta quarta-feira (20), o presidente contou que, até o momento, 11 funcionários testaram positivo para a doença.

Ele ainda pediu para que os deputados, que estavam presentes no plenário, que não ficassem atrás da mesa, para evitar aglomeração.

“Eu peço que ninguém fique em volta para não criar tumulto. Nós estamos vivendo um momento de muita contaminação dentro da Assembleia Legislativa. Hoje nós tivemos mais um caso, nós estamos com 11 casos confirmados. Então, nós temos 11 casos aqui dentro de funcionários, temos que tomar todas as precauções”, pediu.

“Eu ainda vou discutir, provavelmente, nós vamos tomar medidas inclusive mais duras aqui dentro para os próximos 10 dias”, comentou.

Os primeiros casos confirmados de covid-19 foram registrados na semana retrasada, até terça-feira (19), segundo assessoria de comunicação da Assembleia, seis servidores e o deputado Paulo Araújo (Progressista) testaram positivo para doença.

Semilockdown

Na semana passada, o presidente da Assembleia publicou uma resolução administrativa que estabelece o recesso das atividades administrativas até o dia 24 de maio no Legislativo. De acordo com o democrata, as novas medidas são "semilockdown" devido aos primeiros casos confirmados de covid-19 no parlamento.

Apenas os serviços essenciais para o funcionamento do parlamento estarão em funcionamento. Três deputados e o presidente poderão participar das sessões no plenário.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO