14.11.2019 | 12h40


BUCHA DE CANHÃO

Casa Civil desafia Emanuel a renunciar ao mandato por declaração sobre HMC

O secretário Mauro Carvalho se irritou com declarações do prefeito Emanuel Pinheiro, de que encontrou a obra do novo PS (HMC) abandonada e com problemas estruturais


DA REDAÇÃO

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, desafiou o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) a provar que encontrou às obras do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) abandonada, quando assumiu a Prefeitura de Cuiabá.

Ele disse que caso seja comprovado pelo emedebista irá renunciar a função que ocupa. No entanto, se não for comprovada, Carvalho pediu para que Emanuel renuncie ao cargo de prefeito.

“Desafio o prefeito Emanuel Pinheiro a provar que essa obra esta abandonada. Temos as planilhas de todas as medições que foram feitas no ano de 2016, que foi o último ano de mandado do prefeito Mauro Mendes. Se ele conseguir provar deixo meu cargo na Casa Civil. Gostaria que ele fizesse o mesmo na prefeitura, caso não consiga provar que a obra estava parada”, disse durante entrevista à Rádio Capital FM nesta quinta-feira (14).

Em entrevista à imprensa, o prefeito Emanuel Pinheiro disse que encontrou as obra do HMC completamente abandonada e com vários problemas estruturais. Ele comparou a situação como “bucha de canhão”.

O emedebista comentou ainda que na primeira visita como prefeito encontrou a obra com diversos problemas e acusou o governador Mauro Mendes (DEM) de ter largado a obra e reiterou que se não fosse sua gestão o projeto viraria um novo VLT (Veículo Leve sobre Trilhos).

Essa é a primeira vez que o secretário contra-ataca uma declaração feita por Emanuel. No DEM, Carvalho é um dos nomes cotados para ser candidato a Prefeitura da Capital na próxima eleição, caso o partido entenda para uma candidatura própria, com isso pode ser adversário caso prefeito tente a reeleição.

A sigla está divida entre os que apoiam lançamento de candidatura própria e os que querem aliança em uma eventual reeleição de Emanuel Pinheiro.uel Pinheiro.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO